Meteorologia

  • 10 ABRIL 2020
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 21º

Edição

Portugal quer reforçar transferência e tratamento de doentes da CPLP

A ministra da Saúde, Marta Temido, expressou hoje a vontade de Portugal "continuar empenhado em reforçar" a cooperação com os países de língua portuguesa no transporte de doentes para território nacional para receberem tratamento.

Portugal quer reforçar transferência e tratamento de doentes da CPLP

"Nós recebemos doentes de todos os países praticamente, pelo menos daqueles que se situam mais próximos (...) e vamos continuar a fazer esse apoio", disse a ministra à Lusa, à margem da V reunião de ministros da Saúde da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que se realizou hoje na sede da organização.

A ministra considerou que há lacunas no transporte de doentes, nomeadamente no que toca ao período entre a sinalização e a transferência daquelas.

"É importante sublinhar que precisamos de agilizar os processos. Este ano houve algumas situações (...) que não correram com o êxito que nós gostaríamos e é nisso que estamos focados neste momento", afirmou a ministra portuguesa, que referiu haver um trabalho muito próximo com Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e Cabo Verde.

Marta Temido referiu que o transporte de doentes entre os países é "um processo complexo" que envolve várias organizações médicas em Portugal e nos países de origem, e que é algo que os governos estão "a tentar melhorar".

"É uma questão da facilidade, da celeridade da resposta, daquilo que é nos próprios países a sinalização dos casos e da sua referenciação para Portugal", sublinhou a ministra, notando uma situação que "está mais do lado dos [outros] países que do lado português".

Marta Temido acrescentou que os Estados-membros da CPLP estão "todos empenhados no cumprimento das metas da agenda 2030 e no cumprimento dos objetivos para o desenvolvimento sustentável".

Representantes dos ministérios da Saúde dos Estados-membros da CPLP assinaram hoje, em Lisboa, um novo acordo para a cooperação no setor que se prevê "pragmático" para enfrentar os desafios.

A próxima reunião dos ministros da Saúde da CPLP deverá ter lugar em Angola, em 2021.

A CPLP é composta por Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório