Meteorologia

  • 19 NOVEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 8º MÁX 13º

Edição

PJ detém mãe do bebé encontrado em contentor do lixo em Lisboa

A Polícia Judiciária informa que deteve a suspeita de abandonar recém-nascido em Lisboa. Mulher tem 22 anos.

PJ detém mãe do bebé encontrado em contentor do lixo em Lisboa

A Polícia Judiciária informa que identificou e deteve uma mulher, de 22 anos de idade, por "fortes indícios da prática de homicídio qualificado, na forma tentada, vitimando uma criança do sexo masculino, recém-nascido, seu filho".

Na passada terça-feira, recorde-se, um sem-abrigo encontrou um recém-nascido num contentor do lixo, junto à discoteca Lux, em Lisboa.

bebé foi assistido pelo INEM e transportado para o Hospital Dona Estefânia em estado considerado crítico. No dia seguinte, o seu estado clínico já era estável.

Esta quinta-feira, as boas notícias sobre o estado de saúde do bebé continuaram. "Está saudável. Ninguém diria o que lhe aconteceu", disse o porta-voz daquela unidade hospitalar, em conferência de imprensa. 

A detida vai ser presente a primeiro interrogatório judicial, no qual será sujeita à aplicação das medidas de coação processual adequadas, informa ainda a PJ.

Marcelo conheceu "o nosso herói"

À saída da Web Summit, Marcelo Rebelo de Sousa tinha admitido a possibilidade de estar com o sem-abrigo que encontrou e retirou um bebé de um caixote do lixo junto à discoteca Lux, em Lisboa, para agradecer "aquilo que foi um gesto, mais do que cívico, humano". E este encontro ocorreu pouco depois.

"O nosso herói". Foi assim que começou o encontro, ao final da tarde de quinta-feira, entre o Presidente da República e o homem, de 44 anos.

Marcelo Rebelo de Sousa pediu, em seguida, para lhe ser mostrar o local onde tudo ocorreu. "Vamos lá", disse, enquanto se encaminhava com o homem para o ecoponto. "Mas isso foi anteontem? Eu anteontem estive aqui, ali ao fundo. A que horas é que isso aconteceu?", questionou o Presidente. "Por volta das 18h30, 19 horas", respondeu o sem-abrigo.

O homem confidenciou ao Presidente que ficou "tão traumatizado" que não conseguiu falar com ninguém. Depois, contou como tudo aconteceu.

"Cheguei ao pé dos caixotes do lixo e ouvi ali um barulho muito esquisito, pensei que fosse um gato. Mas era um barulho muito estranho. Eu ia a passar e ouvi. (...) Parei, comecei a olhar e não vi nada. De repente, ando mais para a frente e o barulho continuou. (...) Voltei para trás, abri estes contentores e não vi gato nenhum. Quando chego aqui levantei isto [a tampa] e vejo um pé", acrescenta. "Ele estava muito frio. Já estava há umas horas [no contentor]. Estava sujo ainda e tinha o cordão umbilical", revelou o sem-abrigo a Marcelo Rebelo de Sousa. 

Depois, o homem pegou no bebé, embrulhou-o e levou-o para dentro da discoteca Lux. Aí foi chamado o INEM. "Foi uma felicidade. Foi uma vida que pode ter salvo. Imagine que passavam mais umas horas. Ficava [aqui]", ressalvou o Presidente. "Nasceu forte e bem de saúde", retorquiu o sem-abrigo. 

O homem afirmou ainda que está na rua "à espera de ser operado à coluna". Trabalhava na construção e teve de deixar de fazê-lo: "Tenho um problema muito grave na coluna", rematou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório