Meteorologia

  • 12 NOVEMBRO 2019
Tempo
16º
MIN 12º MÁX 18º

Edição

Agente de execução acusado de se apropriar de 17.500 euros

O Ministério Público (MP) acusou um agente de execução de se ter apropriado de 17.500 euros, dinheiro que lhe foi entregue para pagamento de quantias exequendas, adiantou hoje a Procuradoria-Geral Distrital (PGD) do Porto.

Agente de execução acusado de se apropriar de 17.500 euros

Numa nota publicada na sua página oficial, a procuradoria referiu que o arguido está acusado de dois crimes de peculato, por despacho de 25 de junho.

Segundo a acusação, o profissional, no exercício das suas funções entre 2010 e 2014, apropriou-se por duas vezes de montantes que lhe foram entregues para pagamento de quantias exequendas, pertença dos exequentes, num total de 17.500 euros, 10.000 de uma vez e 7.500 de outra.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório