Meteorologia

  • 15 SETEMBRO 2019
Tempo
28º
MIN 21º MÁX 29º

Edição

Docentes exigem pedido de desculpa ao Expresso devido a palavras cruzadas

Os professores não gostaram da expressão utilizada pelo semanário para fazer referência aos docentes.

Docentes exigem pedido de desculpa ao Expresso devido a palavras cruzadas

As palavras cruzadas da edição do último sábado do jornal Expresso estão a dar que falar pela forma como é sugestionado o recurso à greve dos docentes.

A denúncia é feita pela Federação Nacional dos Professores – Fenprof – que refere que num dos tópicos das palavras cruzadas se lê ‘Ensinam quando não estão em greve’ o que, para o sindicato, revela uma “enorme falta de respeito para com os docentes e a escola portuguesa”.

“Os professores portugueses são dos docentes, em todo o mundo, mais qualificados e os relatórios mais recentes que têm sido publicados tornam claro que, apesar das condições de trabalho em que exercem a sua profissão e do desrespeito que sucessivos governos têm tido para com estes profissionais, Portugal tem sido dos países que mais evoluíram em aspetos como o do combate ao insucesso e ao abandono escolares”, destaca a Fenprof num comunicado enviado às redações.

Por essa razão, e “associando-se à indignação manifestada por muitos e muitos docentes”, a Federação Nacional dos Professores refere que “não pode deixar de exigir, veementemente, um pedido de desculpas aos professores portugueses”.

“Com aquela expressão das palavras cruzadas do Expresso, pretende-se, inegavelmente, transmitir a ideia de que os professores estão sempre em greve, ficando as sobras para ensinar”, lê-se no comunicado que remata: “Os professores portugueses têm, legitimamente, lutado pelos seus direitos que são também os da Escola. Quando fazem greve, quando lutam pela valorização do seu trabalho e da sua condição profissional, também ensinam, dando importantes lições de cidadania”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório