Meteorologia

  • 20 JUNHO 2019
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 20º

Edição

Formação dos polícias é "boa, mas é preciso mais"

A inspetora-geral da Administração Interna, Margarida Blasco, defendeu hoje uma atualização da formação ministrada aos polícias, sobretudo na área dos direitos humanos, que é o que falta mudar.

Formação dos polícias é "boa, mas é preciso mais"
Notícias ao Minuto

07:20 - 08/05/19 por Lusa

País Margarida Blasco

"A formação ministrada aos polícias tem de ser atualizada. Mas isto não é uma crítica àquilo que existe, porque aquilo que existe é bom, mas é preciso mais", disse Margarida Blasco, salientando que se deve à preparação das forças e serviços de segurança a diminuição da criminalidade grave.

Em entrevista à agência Lusa, a inspetora-geral considerou que as polícias "têm uma boa formação", mas tem de ser melhorada, sobretudo na área dos direitos humanos.

Margarida Blasco, que está na Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) desde fevereiro de 2012, deixa hoje o cargo de "polícia das polícias" depois de ter sido nomeada juíza conselheira do Supremo Tribunal de Justiça, onde toma posse na quinta-feira.

Ao longo do seu mandato, a magistrada destacou sempre a necessidade de dar uma atenção especial à formação dos polícias, estando, para tal, a ser desenvolvido na Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) um "manual de boas práticas", que deverá ser lançado este ano para ser distribuído junto do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, PSP e GNR.

Margarida Blasco afirmou que a IGAI recolheu contributos das forças e serviços de segurança para o manual, que pretende ser um "instrumento de apoio à decisão".

"Não vamos definir o que se vai fazer em termos teóricos. Vamos pôr casos eventualmente concretos. Vamos criar várias situações e dar várias hipóteses de utilização como é que os polícias podem atuar", explicou.

O objetivo, acrescentou, é que seja um manual para os polícias consultarem e tirarem dúvidas.

"Os elementos das forças têm de sair das escolas com o mesmo treino com que saem sobre a utilização da arma de fogo, também têm de sair com um treino jurídico no sentido de saber como atuar em situações de crises", precisou a inspetora-geral da Administração Interna.

Além da formação ministrada inicialmente, defendeu ainda que os elementos das forças e serviços de segurança têm também de receber "formação permanente".

Quando questionada sobre o que falta mudar no comportamento das polícias, Margarida Blasco respondeu que é a formação.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório