Meteorologia

  • 22 ABRIL 2019
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 13º

Edição

O resgate de uma mulher em Moçambique feito por um fuzileiro português

A Organização das Nações Unidas enviou uma Força de Reação Imediata em missão para Moçambique, em concreto para a região da Beira.

O ciclone Idai afetou o Zimbabué, o Malawi e Moçambique provocando, até ao momento, um total de 761 mortos no conjunto dos três países.

No terreno estão já várias organizações humanitárias, bem como militares portugueses destacados para levar a cabo missões de resgate aos sobreviventes que se encontram a viver sem condições e a correr o risco de contrair cólera.

As imagens da Marinha Portuguesa, que pode ver acima, mostram o momento em que um fuzileiro, português que integra a Força de Reação Imediata, resgata uma mulher de uma zona completamente alagada na Beira, em Moçambique.

"Uma mulher, com sinais evidentes de fraqueza, foi localizada durante uma operação de reconhecimento às áreas ainda isoladas. Durante o voo, a tripulação do helicóptero apercebeu-se de um pedido de auxílio de vários populares no solo, que acenavam a pedir ajuda", refere a Marinha na sua página do Facebook.

Notícias ao Minuto© Marinha

Ainda de acordo com a mesma fonte, o salvamento decorreu no domingo, junto ao rio Buzi, pelo "sargento fuzileiro Faustino que se voluntariou de imediato para comunicar em português e efetuar o salvamento".

"Orgulho em todos os militares portugueses", destaca a Marinha.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório