Meteorologia

  • 06 DEZEMBRO 2021
Tempo
13º
MIN 9º MÁX 18º

Edição

Juiz ministro em Portugal? "Creio que não. Não estou a ver nenhum juiz"

Miguel Sousa Tavares abordou, esta segunda-feira à noite, vários temas no seu comentário semanal na TVI. Um deles foi a nomeação de Sérgio Moro para ministro da Justiça no Brasil.

Juiz ministro em Portugal? "Creio que não. Não estou a ver nenhum juiz"

Sérgio Moro foi o juiz responsável pela investigação, julgamento e condenação de Lula da Silva no Brasil, tendo-o impedido de se candidatar às eleições presidenciais que deram a vitória a Jair Bolsonaro.

Agora, Sérgio Moro é também o ministro da Justiça, uma vez que aceitou o convite que o novo presidente lhe endereçou.

Para Miguel Sousa Tavares esta é uma situação que lhe “faz espécie”, pois “estabelece uma confusão entre dois poderes” e lança a “suspeita de falta de isenção em toda a atuação de Sérgio Moro, sobretudo em relação a Lula da Silva”.

E em Portugal? Seria possível um juiz vir a ser ministro da Justiça? “Nestes termos acredito que não”, diz Sousa Tavares que adianta que “se acontecesse nunca seria desta maneira”.

Não estou a ver um juiz que tivesse tido um caso com um político nas mãos de repente saltar para o outro lado da barricada para se opor à linha política dessa pessoa que ele havia enviado para a prisão”, acrescenta, considerando que esta situação só “pode acontecer num país subdesenvolvido politicamente”.

Recorde-se que, no sábado, André Ventura - que está a criar o partido CHEGA - disse não ver qualquer conflito constitucional no facto de um juiz vir a ser ministro da Justiça.

Ao Notícias ao Minuto, Ventura garantiu que se fosse primeiro-ministro e se vier a ser primeiro-ministro que vai convidar o juiz Carlos Alexandre para ser seu ministro da Justiça.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório