Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2018
Tempo
19º
MIN 19º MÁX 20º

Edição

Portugal no 'top3' dos que defendem luta contra desigualdade de género

A luta contra a desigualdade de género deveria ser, segundo 97% dos portugueses, uma prioridade na cooperação para o desenvolvimento da União Europeia, segundo um Eurobarómetro publicado hoje.

Portugal no 'top3' dos que defendem luta contra desigualdade de género
Notícias ao Minuto

14:18 - 25/09/18 por Lusa

País Eurobarómetro

De acordo com um inquérito hoje divulgado em Bruxelas pela Comissão Europeia, 97% dos portugueses defende que as políticas de ajuda a países em desenvolvimento devem centrar-se mais nas mulheres, uma percentagem superior à média comunitária, que se fica pelos 86%.

Mais especificamente, 76% os cidadãos nacionais que participaram no estudo, realizado em julho, advogam uma luta contra as atitudes discriminatórias em relação às mulheres.

O Governo lançou na segunda-feira um programa de financiamento de projetos de conciliação e igualdade de género, no valor de sete milhões de euros, disponibilizados no âmbito do mecanismo financeiro do Espaço Económico Europeu EEA Grants 2014-2021.A Noruega, a Islândia e o Liechtenstein financiam, em 15 estados-membros da União Europeia, no âmbito dos European Economic Area Grants e através do Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu 2014-2021, iniciativas e projetos em diversas áreas programáticas, com vista a reduzir as disparidades económicas e sociais e reforçar as relações bilaterais entre os estados doadores e os beneficiários.

De acordo com o Eurobarómetro, em Portugal, 95% dos inquiridos apoia a cooperação com países em desenvolvimento, uma percentagem que coloca os portugueses atrás apenas dos luxemburgueses (97%), dos suecos (96%), e 'empatados' com o Chipre.

Em geral, 89% dos europeus concorda com a ajuda ao desenvolvimento, com 71% a considerar que abordar a pobreza deve ser prioritário para a União Europeia (73% em Portugal), ainda que apenas 54% (52% entre os portugueses) defendam que esta deve ser uma prioridade do seu Governo nacional.

Para este estudo, o Eurobarómetro entrevistou 27.700 cidadãos dos 28 países do bloco comunitário.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório