Meteorologia

  • 07 MARçO 2021
Tempo
14º
MIN 11º MÁX 18º

Edição

Com a extrema-direita a crescer, Canadá aposta em programas anti-racismo

Governo de Justin Trudeau vai investir 19 milhões de euros em programas multiculturais e em investigação sobre racismo. Crimes contra muçulmanos aumentaram 40%.

Com a extrema-direita a crescer, Canadá aposta em programas anti-racismo

O governo do Canadá está preocupado com o crescimento dos movimentos de extrema-direita no país, à semelhança do que acontece no vizinho Estados Unidos. Por esse motivo, o primeiro-ministro, Justin Trudeau, pretende investir 23 milhões de dólares (perto de 19 milhões de euros) em programas destinados a combater o racismo existente no país.

A proposta, aprovada em fevereiro, conta o Washington Post, destina-se aos próximos dois anos. Os 19 milhões de euros serão investidos em programas multiculturais e em investigação sobre o racismo.

Esta preocupação surge devido aos últimos dados sobre os crimes de ódio no Canadá. Segundo o governo canadiano, a extrema-direita “é uma preocupação crescente” no país pela primeira vez.

Apesar de grande parte do ódio aos imigrantes e refugiados suceder-se online, há o risco de este se traduzir em violência física. A polícia canadiana alerta ainda para o facto de os crimes contra muçulmanos, em 2016, terem aumentado 40% comparativamente a 2014.

No que diz respeito a estes crimes, na memória do país está o atentado de janeiro de 2017, quando um homem entrou numa mesquita no Quebeque e matou seis pessoas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório