Meteorologia

  • 22 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 14º MÁX 27º

Maior partido da oposição apela a derrube do ANC nas eleições de 4ª-feira

O maior partido da oposição sul-africana, a Aliança Democrática, lançou hoje um último apelo aos sul-africanos para que o ajudem a derrubar o Congresso Nacional Africano (ANC), no poder, ao concluir a campanha para as eleições desta quarta-feira.

Maior partido da oposição apela a derrube do ANC nas eleições de 4ª-feira
Notícias ao Minuto

19:57 - 26/05/24 por Lusa

Mundo África do Sul

A Aliança Democrática (DA, na sigla em inglês) juntou alguns partidos da oposição mais pequenos num pacto, conhecido como a Carta Multipartidária para a África do Sul, com o objetivo de desafiar o ANC, no poder há 30 anos.

O comício de hoje coincidiu com o do Partido da Liberdade Inkatha (IFP), também da oposição, que tem como principal reduto a província de KwaZulu Natal e que se comprometeu a trabalhar com a DA.

As últimas sondagens sugerem que o ANC perderá a maioria absoluta na eleição para o Parlamento, mas também a DA está sob pressão, depois de o seu apoio ter diminuído nas últimas eleições gerais e de vários dos seus antigos dirigentes terem abandonado o partido para formar novos movimentos políticos, que irão concorrer nas eleições.

Um total de 52 partidos está inscrito nos boletins de voto para as eleições gerais e provinciais.

Milhares de apoiantes e os principais dirigentes da DA reuniram-se hoje em Benoni, a leste de Joanesburgo, onde as bandeiras azuis e propaganda variada do partido decoraram um pequeno estádio na cidade.

"Não se iludam. Se os eleitores do DA ficarem em casa, ou se dispersarem o voto pelos vários pequenos partidos presentes nas urnas, o próximo capítulo do nosso país poderá ser ainda mais feio", afirmou o líder do partido, John Steenhuisen.

"Se nos sentarmos e permitirmos uma coligação entre o ANC, o EFF [Combatentes da Liberdade Económica, na sigla em inglês] e o MK [uMkhonto weSizwe, nome do antigo braço armado do ANC, dado pelo antigo presidente Jacob Zuma ao partido que no início deste ano], ajudados pelos vendidos da Aliança Patriótica [PA], então o nosso amanhã será muito, muito pior do que ontem. Será o dia do juízo final para a África do Sul", afirmou, sob fortes aplausos.

Uma coligação entre a DA e outros partidos, incluindo a PA no município de Joanesburgo na sequência das eleições autárquicas de 2021, entrou em colapso pouco depois, devolvendo o poder a uma coligação liderada pelo ANC, o que resultou na animosidade política entre os dois partidos.

Steenhuisen acusou repetidamente o ANC e o EFF (esquerda radical) de planearem entrar em coligação após as eleições.

Hoje, o líder do IFP, Velenkosini Hlabisa, afirmou que o seu principal objetivo é a destituição do atual governo. "O IFP está a fazer campanha para retirar o ANC do poder, tornar-se parte do governo".

"Votem no IFP para remover o governo que falhou", apelou Hlabisa, destacando o desemprego, pobreza, criminalidade e a crise no fornecimento de eletricidade como alguns dos principais problemas com que os sul-africanos se deparam.

"Todos nós conhecemos a crise que estamos a enfrentar, todos nós conhecemos a profundidade da luta na África do Sul e o trauma diário que tantas pessoas sofrem, o que o país precisa de ouvir é que existe uma saída", afirmou.

Leia Também: Oposição da África do Sul pede voto para destituir governo

Recomendados para si

;
Campo obrigatório