Meteorologia

  • 24 MAIO 2024
Tempo
16º
MIN 13º MÁX 25º

Avó e neto 'correram' EUA. Agora, querem 'riscar' todos os continentes

Dois familiares, de 94 e 42 anos, superaram o desafio de visitar todos os parques nacionais nos Estados Unidos, e agora têm um novo desafio: visitar todos os continentes. A avó fez um passaporte pela primeira vez aos 91 anos, e o neto admite que a Antártida deverá ser o mais "desafiante", mas também a "cereja em cima do bolo".

Avó e neto 'correram' EUA. Agora, querem 'riscar' todos os continentes
Notícias ao Minuto

15:36 - 18/04/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Viagens

Joy e Brad Ryan são uma avó e neto que nos últimos anos têm vindo a fazer furor nas redes sociais, mostrando as suas viagens pelos Estados Unidos (EUA). O par ficou conhecido depois de completar a missão de visitar todos os parques nacionais do país, algo que demoraram sete anos e meio a fazer.

Agora, a avó e o neto, de 94 e 42 anos, respetivamente, têm um novo desafio: visitar todos continentes.

"Não me sobram muitos anos, então espero fazê-lo", explicou a mulher, conhecida como ‘Grandma Joy’ [Avô Joy na tradução, e que também pode ser um trocadilho com Avó Alegria]. "Se abrandarmos, não conseguimos fazer nada", generalizou, em conversa com a CNN Internacional.

Para além dos Estados Unidos, o par já foi também a um parque nacional do país vizinho Canadá, assim como ao Equador e ao Chile. Os dois foram mais longe e já riscaram mesmo África, dado que o ano passado visitaram dois parques no Quénia.

Os familiares não foram sempre unidos, já que só em 2010 começaram a dar-se bem, depois de afastados por um divórcio dos pais de Ryan.

Avó e neto completam missão de visitar todos os parques nacionais dos EUA

Avó e neto completam missão de visitar todos os parques nacionais dos EUA

Desde 2019 que a dupla documenta a aventura através da rede social Instagram, alcançando o objetivo esperado com a visita ao Parque Nacional da Samoa Americana, no Pacífico Sul.

Notícias ao Minuto | 18:18 - 19/05/2023

A aventura começou depois de o neto contar sobre as suas aventuras na Tanzânia, tendo este percebido que a avó “nunca tinha visto uma montanha”.

"Era um dos seus arrependimentos", contou Ryan, explicando que as viagens tinham sido "limitadas" a algumas viagens de estrada pelo estado norte-americano da Florida.

"A sua visão do mundo era apenas do que via na televisão", contou o neto.

O sentimento de que o conhecimento da avó era “limitado” no que diz respeito a viagens ficou sempre com ele e foi a ‘pólvora’ para seguirem nesta aventura pelos 63 parques nacionais dos EUA.

O roteiro

Atualmente, os dois estão a descansar da mais recente viagem à América do Sul, mas o plano é começar pela Oceânia, onde vão visitar a Austrália, mais para o final deste ano.

O plano segue para a Ásia, onde querem visitar parques nacionais indianos e ir também a Bornéu, onde querem “ver orangotangos”.

A Europa deverá ser riscada de seguida, mas a dupla não explicou à imprensa por onde ia passar – só que tinham muitos amigos por cá.

"A Antártida será o mais desafiante", admitiu o neto, explicando que apesar de “querem muito” ir até lá, é preciso reconhecer as dificuldades.

"Gostava de acabar em grande, e acho que a Antártida seria a cereja no topo do bolo desta aventura", considerou.

Tento ser sempre otimista e ver o copo meio cheio

A ‘Avó Joy’ contou ainda que os dois têm “sempre algo que falar” dadas as suas aventuras e que as conexões entre os dois os têm feito aprender muitas coisas.

"Tenho aprendido que nos podemos libertar de futuros arrependimentos se nos conectarmos com os mais velhos enquanto eles ainda cá estão", apontou.

Mas enquanto aprendem coisas um com outro, há também uma grande diferença de idades, o que nem sempre os faz concordar em tudo. "Tentei gostar do tipo de música que ele gosta. Nem sei como é que ele chama aquilo de música", contou Joy, confessando ainda que tem também aprendido que tem "mais paciência do que achava que tinha".

A avó está agora a aproveitar todo o tempo que ficou para trás, e que a fez fazer um passaporte pela primeira vez aos 91 anos. "Dou sempre um passo de cada vez, e todos os dias Deus dá-me mais um dia. Tento ser sempre otimista e ver o copo meio cheio. E nem todos têm a sorte de ter um neto disposto a ‘arrastar’ a avó", brincou.

Leia Também: Já só pensa na próxima escapadinha? Dicas para fazer a mala

Recomendados para si

;
Campo obrigatório