Meteorologia

  • 16 ABRIL 2024
Tempo
24º
MIN 13º MÁX 26º

Israel anuncia aumento do efetivo e de reservistas das forças aéreas

O exército israelita anunciou hoje um aumento do efetivo e de reservistas das forças aéreas que os meios de comunicação associam a um estado de "alerta máximo" após o ataque de segunda-feira ao consulado iraniano na Síria.

Israel anuncia aumento do efetivo e de reservistas das forças aéreas
Notícias ao Minuto

23:22 - 03/04/24 por Lusa

Mundo Israel/Palestina

"Após uma avaliação da situação das forças de defesa de Israel, foi decidido aumentar o pessoal e recrutar soldados de reserva para o conjunto da defesa aérea", anunciou hoje um comunicado militar.

Questionado pela agência Efe, um porta-voz militar não respondeu sobre o número exato de forças adicionais.

Esta medida surge após as ameaças do Irão de responder ao alegado assassinato do máximo responsável da Força Quds na Síria e no Líbano, o general-brigadeiro Mohamed Reza Zahedi, que morreu juntamente com outros seis guardas revolucionários e seis cidadãos sírios, alegadamente assassinados pelos israelitas.

Trata-se do maior golpe ao corpo militar de elite após a morte de Qasem Soleimani, um general iraniano que liderava a Força Quds da Guarda Revolucionária até ser assassinado pelos EUA, em 2020, num bombardeamento no Iraque.

Hoje, o líder supremo do Irão, Ali Khamenei, afirmou num encontro com funcionários públicos, em Teerão, que Israel será "esbofeteado" por um ataque mortal e previu que "a derrota do regime sionista em Gaza continuará e aproximar-se-á do colapso e da destruição".

Na terça-feira, o ministro da Defesa israelita Yoav Gallant, afirmou que Israel está numa guerra em múltiplas frentes e que atua "em toda a parte, todos os dias" para dissuadir essas ameaças, no que aparentou ser uma admissão da autoria israelita do ataque que vitimou o líder da Força Quds.

Leia Também: ONU suspende movimentos noturnos em Gaza por 48 horas após ataque à WCK

Recomendados para si

;
Campo obrigatório