Meteorologia

  • 25 FEVEREIRO 2024
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 17º

Passou um mês a tentar ajudar cão com recipiente na cabeça. "10h por dia"

No dia em que conseguiu salvar o animal, Teri ajoelhou-se e chorou durante 10 minutos.

Passou um mês a tentar ajudar cão com recipiente na cabeça. "10h por dia"
Notícias ao Minuto

12:48 - 07/12/23 por Notícias ao Minuto

Mundo EUA

Uma mulher norte-americana, de 45 anos, passou um mês a tentar ajudar um cão abandonado, que vagueava pelas ruas de Montgome com uma garrafa de plástico enfiada na cabeça.

Conta o The Washington Post que ninguém conseguia aproximar-se do animal, mas Teri Goodnight, que tem dois cães e ajuda a resgatar animais da rua, não desistiu.

"Fiquei tão aflita com ele", admitiu ao jornal norte-americano, contando que a primeira vez que ouviu falar de 'Jughead', como o apelidou, foi no Facebook. O animal estava à procura de comida quando ficou preso num comedouro automático para gatos colocado na varanda de um dos residentes da localidade.

Durante vários dias, o cão andou pelas ruas com o recipiente enfiado na cabeça. Várias pessoas tentaram ajudá-lo, mas ele conseguia fugir sempre. Felizmente, o comedouro tinha um buraco, pelo qual conseguia respirar, mas a fome começava a apertar e cão já começava a comer o recipiente.

Foi aí que Teri decidiu abraçar a missão de salvar 'Jughead'. Durante dias e dias, tentou criar laços com o animal, mas "ele estava com medo de tudo".

A norte-americana passou 25 dias na rua, a maioria deles "mais de 10 horas por dia". "Houve três dias em que estive 24 horas na rua", revelou ainda, acrescentando que tem uma lanterna térmica que lhe permite ver no escuro, por isso "ficava sentada na armadilha a noite toda".

Depois de um mês de tentativas quase diárias, no dia 24 de novembro, que por acaso é o aniversário de Teri, finalmente 'Jughead' entrou na jaula. "Ajoelhei-me e comecei a chorar. Chorei, literalmente, durante 10 minutos", admitiu.

Assim que 'Jughead' estava seguro, Teri chamou um colega das equipas voluntárias de resgate animal, que a ajudou a retirar o recipiente.

Apesar de estar com o focinho "super inchado" e de ser um cão de rua, 'Jughead' teve uma atitude "carinhosa" para com os voluntários. "Dava para ver que estava aliviado e agradecido", concluiu a norte-americana.

Leia Também: Lagosta capturada nos EUA torna-se viral. Tem duas cores e dois sexos

Recomendados para si

;
Campo obrigatório