Meteorologia

  • 01 MARçO 2024
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 15º

Sem Trump "não sei se me candidataria" em 2024, admite Biden

O democrata Joe Biden admitiu hoje ter dúvidas se seria candidato a um segundo mandato presidencial nas eleições de 2024 se o republicano Donald Trump não estivesse na corrida.

Sem Trump "não sei se me candidataria" em 2024, admite Biden
Notícias ao Minuto

22:23 - 05/12/23 por Lusa

Mundo EUA

"Se Trump não se candidatasse, não sei se me candidataria", disse Biden, 81 anos, citado pela agência francesa AFP.

"Mas não podemos deixá-lo ganhar", acrescentou, numa reunião com doadores democratas perto de Boston (nordeste), referindo-se ao antigo Presidente, que é atualmente o claro favorito nas primárias republicanas.

Joe Biden, cuja campanha tarda em arrancar, há muito que defende que está na melhor posição para voltar a derrotar Donald Trump.

O democrata, cuja idade preocupa os eleitores e que tem dificuldade em "vender" o historial económico, repete regularmente que a própria democracia está em jogo neste novo confronto com o antigo empresário.

Apesar da impopularidade, e salvo uma grande surpresa ou um grave problema de saúde que o obrigue a desistir, Biden tem quase a certeza de ganhar a nomeação dos democratas para as eleições de novembro de 2024.

Donald Trump, 77 anos, que foi Presidente dos Estados Unidos entre 2017 e 2021, é o favorito nas primárias republicanas.

Na sessão de angariação de fundos, Biden avisou que a democracia está "mais em risco em 2024" e acusou Trump e aliados de estarem determinados a destruir as instituições democráticas.

Trump, que tentou anular a vitória de Biden em 2020 e enfrenta acusações criminais relacionadas com esses esforços, tentou no fim de semana virar o jogo contra o Presidente, chamando-lhe "destruidor da democracia norte-americana".

Biden, que disse não ser o único a dar o alarme, observou que Trump é o "único candidato derrotado" na história dos Estados Unidos a não aceitar os resultados.

Disse também que durante a insurreição de 06 de janeiro de 2021 no Capitólio, Trump sentou-se na sala de jantar na Casa Branca a ver os apoiantes "ameaçar o seu próprio vice-presidente", Mike Pence.

"A democracia norte-americana, dou-vos a minha palavra como Biden, está em jogo", insistiu, na primeira de três angariações de fundos para a campanha na zona de Boston.

Arrancando algumas gargalhadas dos doadores, Biden recordou que Trump "nem sequer apareceu" na sua tomada de posse.

"Não posso dizer que fiquei desiludido, mas ele nem sequer apareceu", afirmou, citado pela agência norte-americana AP.

Leia Também: Câmara dos Representantes vai votar inquérito para destituir Biden

Recomendados para si

;
Campo obrigatório