Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2024
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 16º

EUA. 'Babysitter' condenado a 700 anos de prisão por agressão sexual

As vítimas tinham idades entre os 2 e os 12 anos.

EUA. 'Babysitter' condenado a 700 anos de prisão por agressão sexual
Notícias ao Minuto

09:11 - 20/11/23 por Notícias ao Minuto

Mundo Estados Unidos

Um homem, que trabalhou durante anos como 'babysitter' na Califórnia, foi condenado na sexta-feira a uma pena superior a 700 anos de prisão por agredir sexualmente 16 meninos e jovens enquanto estavam ao seu cuidado, no estado norte-americano da Califórnia.

A justiça considerou que Matthew Antonio Zakrzewski, de 34 anos, abusou de várias crianças com idades entre os 2 e os 12 anos de idade, sendo que vários dos abusos foram filmados pelo próprio. A uma outra criança, Zakrzewski mostrou-lhe imagens de abuso sexual de menores com intenções de replicar o conteúdo com a vítima.

Segundo a procuradoria do condado de Orange County, no sul da Califórnia, os crimes ocorreram entre janeiro de 2014 e maio de 2019.

Zakrzewski foi detido apenas em maio de 2019 depois de um casal, em Laguna Beach, ter denunciado à polícia que o 'babysitter' tinha tocado de forma inapropriada no seu filho de oito anos. O homem foi intercetado num aeroporto local quando se preparava para apanhar um voo internacional.

Em comunicado, citado pela NBC News, o procurador do condado afirmou que o homem era "um mestre manipulador", ao conseguir que as vítimas mentissem e mantivessem segredos sobre as agressões e violações.

Inicialmente, Matthew Zakrzewski foi acusado de três crimes de atos inapropriados com um menor com idade inferior a 14 anos, um crime de beijar sem consentimento uma criança de 10 anos e um crime de pornografia infantil. No entanto, à medida que a investigação foi avançando, mais vítimas foram identificadas através dos vídeos filmados pelo agressor.

Na sessão em que conheceu a sentença, o réu não pediu desculpa pelos crimes. "Orgulho-me de ter feito as vossas crianças sorrir e todos os bons tempos que passamos foram genuínos", disse.

No total, Zakrzewski foi acusado de 34 crimes. A pena total decidida pela justiça na Califórnia foi de "705 anos a pena perpétua, mais dois anos e oito meses" - o estado da Califórnia prevê a aplicação da pena de morte, mas a prática foi suspensa pelo governador e a região está a preparar-se para desmantelar o sistema de corredor da morte, no qual existe o maior número de condenados nos EUA.

Leia Também: Detido professor por suspeitas de violar aluna durante boleia no Amazonas

Recomendados para si

;
Campo obrigatório