Meteorologia

  • 26 FEVEREIRO 2024
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 14º

"Tempo acabou". Opositores de Trump protestam junto ao tribunal

O julgamento de Donald Trump por fraude arrancou sem qualquer manifestação organizada de apoio ao ex-presidente à porta do tribunal de Nova Iorque, mas durante a manhã ouviram-se de alguns transeuntes gritos de "força Trump".

Notícias ao Minuto

17:10 - 02/10/23 por Lusa

Mundo Nova Iorque

A polícia de Nova Iorque montou um grande dispositivo de segurança prevendo possíveis protestos contra e a favor de Trump, e até possíveis confrontos, mas a adesão foi baixa do lado dos opositores e praticamente nula por parte dos apoiantes.

À porta do tribunal fizeram-se ouvir sobretudo dezenas de manifestantes anti-Trump, para dizer que "ninguém está acima da lei" e que o "tempo acabou" para o ex-presidente norte-americano.

Quando faltava cerca de uma hora para Trump comparecer em tribunal na baixa de Manhattan, num pequeno protesto silencioso dezenas de cartazes eram erguidos dizendo "o tempo acabou, Trump", "Trump é um chefe do crime" ou "Trump é um vigarista", além de caricaturas do magnata atrás das grades.

Donald Trump compareceu hoje em tribunal num processo que poderá custar-lhe o controlo do edifício Trump Tower e de outras propriedades valiosas, prometendo defender a sua reputação.

Trump - que construiu a sua carreira política com base na fama de um empresário imobiliário de sucesso e mestre na arte de negociar -- compareceu voluntariamente em tribunal para um julgamento em que é acusado pela procuradora-geral de Nova Iorque, Letitia James, de enganar bancos, seguradoras e outras organizações, mentindo sobre a sua riqueza para obter ganhos financeiros.

O juiz Arthur Engoron já decidiu que Trump cometeu fraude nos seus negócios e terá agora de se pronunciar sobre outras seis acusações, de falsificação de dados económicos.

Letitia James, uma procuradora que apoia o Partido Democrata, pede 250 milhões de dólares (cerca de 230 milhões de euros) em multas e a proibição de Trump fazer negócios em Nova Iorque.

A decisão do juiz de condenação por fraude em negócios, tomada na semana passada, se for mantida em recurso, poderá forçar Trump a desistir de propriedades em Nova Iorque, incluindo a Trump Tower, um edifício de escritórios em Wall Street, campos de golfe e uma propriedade suburbana.

Trump -- que é neste momento o candidato favorito nas primárias Republicanas para as eleições presidenciais de 2024 - negou qualquer irregularidade e argumenta que a procuradora e o juiz estão a subvalorizar ativos como a sua residência em Mar-a-Lago, na Florida, dizendo que este processo é uma "farsa total".

Veja as imagens na galeria acima.

Leia Também: "Farsa". Trump chega a tribunal para julgamento por fraude financeira

Recomendados para si

;
Campo obrigatório