Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2024
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 14º

Após alegar assalto, mulher assume que matou marido em França

Morte de professor universitário deixou comunidade de Dunquerque em choque.

Após alegar assalto, mulher assume que matou marido em França
Notícias ao Minuto

12:34 - 21/09/23 por Notícias ao Minuto

Mundo França

A mulher do professor Patrice Charlemagne, de 51 anos, morto no sábado à noite, em sua casa, em Dunquerque, França, confessou ser a autora do crime.

A mulher, recorde-se, era quem havia alertado as autoridades, dando conta de que ladrões lhe tinham invadido a casa. Esta alegava ter conseguido fugir com o filho, de 20 meses, tendo o marido acabado por ser mortalmente apunhalado pelos criminosos.

Ontem, as autoridades anunciaram que a mulher estava sob custódia, com o intuito de confirmar as alegações desta. Sabe-se agora, que esta terá confessado o crime.

Justine Jotham, identificada pelos meios franceses, foi confrontada com alguns factos descobertos pela polícia, entre eles o facto de esta ter um corte numa mão que coincidia com um corte numa das luvas que haviam sido encontradas e o facto de se ter sabido que o casal tinha vários problemas na relação.

A autora confessa do crime, de trinta e poucos anos, era professora investigadora na Université du Littoral Côte d'Opale, onde o marido, Patrice Charlemagne, de 51 anos, também leccionava.

A polícia abriu um inquérito por homicídio voluntário.

Leia Também: Morte de professor choca cidade francesa. Mulher sob custódia

Recomendados para si

;
Campo obrigatório