Meteorologia

  • 30 MAIO 2024
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 30º

Onde está o 'Titan'? A cronologia da viagem do submarino desaparecido

Viagem do submarino que seguia em direção aos destroços do Titanic começou na sexta-feira.

Onde está o 'Titan'? A cronologia da viagem do submarino desaparecido
Notícias ao Minuto

23:59 - 21/06/23 por Notícias ao Minuto

Mundo Submarino desaparecido

O mundo olha com atenção para todos os desenvolvimentos das buscas por um submarino que desapareceu quando seguia a caminho dos destroços do Titanic, no oceano Atlântico.

Trata-se do submarino Titan, da empresa OceanGate, que começou a sua viagem, com cinco pessoas a bordo, na sexta-feira.

Vale recordar ponto por ponto a cronologia de acontecimentos desde esse dia até ao momento, em que decorrem ainda as buscas pela embarcação. Os passageiros, segundo as estimativas de vários especialistas, têm oxigénio suficiente para sobreviver até à manhã desta quinta-feira.

Cronologia de acontecimentos:

  • Sexta-feira (16 de junho) - A expedição parte de St. John's, Newfoundland, no Canadá;

  • Sábado (17 de junho) - O milionário britânico Hamish Harding, que segue a bordo da embarcação, escreve no Facebook que a missão deverá ser "a primeira e única a dirigir-se ao Titanic em 2023, devido ao "pior inverno em Newfoundland em 40 anos";

  • Domingo (18 de junho), às 3h00 (9h00 em Portugal continental) - Hora a que o submarino deveria começar a sua submersão. Acabaria por iniciá-la, no entanto, mais tarde;
  • Domingo (18 de junho), às 8h45 (14h45 em Portugal continental) - As comunicações entre o submarino e a embarcação de superfície são perdidas, 1 hora e 45 minutos após o início da descida;
  • Domingo (18 de junho), às 14h00 (20h00 em Portugal continental) - O submarino deveria ter regressado à superfície, mas tal não acontece;
  • Domingo (18 de junho), às 16h40 (22h40 em Portugal continental) - A Guarda Costeira dos EUA recebe o alerta do barco de apoio Polar Prince;

  • Segunda-feira - A zona onde se estima que o submarino possa estar enche-se de barcos e aviões dos EUA e do Canadá;

  • Terça-feira - No mesmo dia em que a França enviou o Atalante, um navio equipado com uma embarcação de mergulho em alto mar, capaz de chegar à profundidade onde se estima que o submarino possa estar (mais de 3.000 metros), uma aeronave de vigilância militar canadiana detetou ruídos subaquáticos na área de busca. Uma embarcação robótica foi enviada para vasculhar a região, mas até agora "produziu resultados negativos";

  • Quarta-feira - A Guarda Costeira e a Marinha dos EUA, a Guarda Costeira do Canadá e as Expedições OceanGate estabelecem um comando unificado para lidar com a busca. Voltam a ouvir-se ruídos, mas as autoridades admitem que não sabem qual a origem.

Os restos do Titanic - que afundou após colidir com um iceberg, em 1912 - estão a uma profundidade de cerca de 3.800 metros e a uma distância de aproximadamente 640 quilómetros a sul da ilha canadiana de Newfoundland.

A comunicação perdeu-se quando a embarcação estava a cerca de 700 quilómetros a sul de São João da Terra Nova, segundo o Centro de Coordenação de Salvamento Conjunto do Canadá.

O submersível tinha uma reserva de oxigénio de 96 horas quando se fez ao mar pelas 6h00 de domingo (hora local), de acordo com David Concannon, um conselheiro da OceanGate, o que transforma a operação num contrarrelógio.

Leia Também: Guarda Costeira dos EUA mobiliza mais meios para encontrar 'Titan'

Recomendados para si

;
Campo obrigatório