Meteorologia

  • 31 JANEIRO 2023
Tempo
12º
MIN 4º MÁX 14º

Reino Unido poderá ficar 'às escuras' durante 3 horas por dia no inverno

Este 'corte' é "improvável", mas poderá vir a acontecer, no caso dos fluxos de energia pararem de chegar ao Reino Unido.

Reino Unido poderá ficar 'às escuras' durante 3 horas por dia no inverno
Notícias ao Minuto

16:22 - 06/10/22 por Notícias ao Minuto com Lusa

Mundo Eletricidade

A possibilidade de o Reino Unido cortar a energia durante três horas por dia no próximo inverno está em cima da mesa, disse, esta quinta-feira, fonte da National Grid, a operadora de eletricidade e gás, citada pela Reuters.

De acordo com os responsáveis, este 'corte' poderá pode vir a acontecer nas residências e nos espaços comerciais, caso Londres tenha dificuldades em importar energia de outros países.

"No caso improvável de estarmos nesta situação, significaria que alguns clientes poderiam ficar sem energia por períodos pré-definidos durante um dia – geralmente, isso é assumido para blocos de três horas", explicou a National Grid.

A empresa indicou que eventuais interrupções ocorreriam durante as horas de maior consumo, de manhã ou ao início da tarde, e que os consumidores seriam alertados com antecedência.

Já hoje, a primeira-ministra apelou aos outros países europeus que mantivessem as exportações de gás durante o inverno. As declarações surgem após várias ameaças e desconfianças de que a Rússia pode 'fechar a torneira' à Europa, o que já levou alguns países a realizar planos de contingência - por forma a assegurarem que têm gás suficiente para o inverno.

Em resposta a estas declarações da empresa britânica, o governo de Liz Truss disse que o "Reino Unido tem um sistema de energia diverso e seguro. Estamos confiantes nos nossos planos para proteger as casas e negócios este inverno".

Estas declarações colocam alguma pressão no governo de Truss, empossado há cerca de um mês, que descartou a ideia de ter que existir racionamento de energia.

De acordo com a Reuters, o 'fechar da torneira' russa e também a incerteza de que de que centrais nucleares francesas continuarão a funcionar normalmente, colocam em risco a chegada da energia ao Reino Unido, que importam gás e eletricidade principalmente de França, Bélgica e Países Baixos.

Leia Também: Energia nuclear produz menos eletricidade do que eólica e solar juntas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório