Meteorologia

  • 14 AGOSTO 2022
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 27º

Execuções no Irão mais do que duplicaram nos primeiros seis meses do ano

O número de pessoas executadas no Irão mais do que duplicou no primeiro semestre de 2022 em comparação com o mesmo período do ano passado, informou hoje a organização não governamental (ONG) Iran Human Rights (IRH).

Execuções no Irão mais do que duplicaram nos primeiros seis meses do ano
Notícias ao Minuto

23:58 - 01/07/22 por Lusa

Mundo Irão

Entre 01 de janeiro e 30 de junho de 2022, 251 pessoas foram enforcadas no Irão (em comparação com 117 no mesmo período de 2021), indicou a ONG norueguesa num relatório.

As execuções no Irão -- um dos países que mais aplicam a pensa de morte, junto com China e Arábia Saudita -- são realizadas por enforcamento e estrangulamento.

Num relatório publicado no final de junho, o secretário-geral da ONU, António Guterres, expressou preocupação com a tendência ascendente de execuções em território iraniano.

O país do Médio Oriente está mergulhado numa profunda crise económica. No mês passado, ocorreram, em várias cidades iranianas, protestos contra o aumento do custo de vida (incluindo o preço do pão) e a corrupção.

"Não há dúvida de que o objetivo dessas execuções é anular os crescentes protestos contra o regime", disse à agência de notícias AFP o fundador da IRH, Mahmood Amiry-Moghaddam.

"Apenas reações internacionais mais fortes e campanhas nacionais a denunciar essas execuções podem prejudicar politicamente as autoridades [iranianas] e interromper essa tendência preocupante" acrescentou Amiry-Moghaddam.

O dirigente referiu que 137 dessas execuções aconteceram desde a nova onda de manifestações começou em 07 de maio. Seis mulheres estão entre os cidadãos executados, segundo a ONG.

Só na quarta-feira, oito prisioneiros condenados por violação sexual e assassínio foram executados na prisão Rajai Shahr, localizada fora de Teerão.

Defensores de direitos humanos também estão preocupados com o aumento desproporcional do número de pessoas executadas de minorias étnicas -- particularmente baluchis e curdos.

O IRH identificou assim nos primeiros seis meses do ano a execução de 67 prisioneiros da minoria baluchi, maioritariamente sunita, enquanto o xiismo predomina no país.

Leia Também: Execuções no Irão duplicam nos primeiros seis meses do ano

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório