Meteorologia

  • 30 SETEMBRO 2022
Tempo
23º
MIN 14º MÁX 23º

Ucrânia: Estado de Maryland envia material médico e militar para Odessa

O Estado norte-americano de Maryland vai enviar um pacote de ajuda para Odessa, cidade no sudoeste da Ucrânia, que inclui material médico e militar, revelou hoje o governador Larry Hogan.

Ucrânia: Estado de Maryland envia material médico e militar para Odessa
Notícias ao Minuto

06:23 - 11/05/22 por Lusa

Mundo Guerra

O Departamento de Saúde de Maryland vai doar mais de 485.000 ligaduras e material para o tratamento de feridas, 95 ventiladores mecânico Eternity, para unidades de cuidados intensivos e 50 ventiladores portáteis Astral, divulgou o gabinete do governador.

O pacote de ajuda militar à cidade ucraniana inclui cerca de 200 peças para proteção corporal, incluindo coletes à prova de bala e escudos, doados pela polícia daquela Estado norte-americano.

Odessa é a "cidade gémea" de Baltimore, no Estado de Maryland.

Foram ainda doados equipamentos médicos adicionais à Fundação Paul Chester Children's Hope, uma organização médica, sedeada em Dickerson, que trata crianças e adultos feridos durante a invasão russa da Ucrânia.

As forças russas atacaram o porto estratégico da cidade de Odessa na terça-feira, segundo as autoridades ucranianas, num aparente esforço para interromper as linhas de abastecimento e carregamentos de armas ocidentais essenciais para a defesa da Ucrânia.

Um ataque com mísseis a um centro comercial e um armazém de produtos causou pelo menos um morto e cinco feridos na cidade de Odessa, no sul da Ucrânia, avançou hoje o exército ucraniano.

O Comando Operacional do Sul das forças armadas ucranianas disse, durante todo o dia de segunda-feira e durante a madrugada, as tropas russas dispararam pelos menos sete mísseis contra Odessa a partir da península da Crimeia, controlada desde 2014 pela Rússia.

Um dos mísseis "conseguiu penetrar num centro comercial e num armazém de produtos de consumo", disse o exército ucraniano, numa publicação na rede social Facebook.

O porta-voz da Sede de Operações da Administração Militar Regional de Odessa, Sergei Bratchuk, disse que, "já de noite", as tropas russas atacaram novamente a região.

Antes do ataque ao centro comercial e ao armazém, a autarquia de Odessa disse, também no Telegram, que a região tinha sido atingida por pelo menos quatro mísseis Onix, um dos mais modernos projéteis de alta precisão no arsenal das forças armadas russas.

Pelo menos dois feridos foram levados para o hospital e cinco edifícios turísticos ficaram destruídos.

A Rússia lançou em 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que já matou mais de três mil civis, segundo a ONU, que alerta para a probabilidade de o número real ser muito maior.

A ofensiva militar causou a fuga de mais de 13 milhões de pessoas, das quais mais de 5,5 milhões para fora do país, de acordo com os mais recentes dados da ONU.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas e políticas a Moscovo.

Leia Também: EUA descartam utilização de mísseis hipersónicos por russos em Odessa

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório