Meteorologia

  • 18 AGOSTO 2022
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 32º

Amnistia alerta para ataques a jornalistas e de género na Ucrânia

A organização diz que a violência contra pessoas da comunidade LGBT+ "permaneceu endémica".

Amnistia alerta para ataques a jornalistas e de género na Ucrânia
Notícias ao Minuto

21:46 - 29/03/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Ucrânia/Rússia

A Amnistia Internacional publicou esta terça-feira o seu relatório de direitos humanos anual, e no documento a maior organização de direitos humanos do mundo alerta para ataques de género na Ucrânia e contra jornalistas.

A organização afirma mesmo, citada pela Sky News, que "a impunidade sobre a tortura" contra pessoas da comunidade LGBT+ na Ucrânia "permaneceu endémica".

"A violência à base de género continuou a ser geral, apesar da nova lei remover obstáculos para julgar militares e polícias por violência doméstica. Ataques homofóbicos a grupos lutando contra a discriminação e a violência continuou", aponta o relatório.

Outro ponto importante no relatório são os ataques a jornalistas, sobre os quais a Amnistia Internacional refere que a investigação destes ataques "foi lento e muitas vezes ineficaz".

"A perseguição a oposição e defensores de direitos humanos na Crimeia ocupada continuou. Violações da lei humanitária internacional pelos dois lados na Ucrânia de leste continuam sem investigação", rematou.

A guerra já provocou a morte de pelo menos 1.179 civis, segundo os dados da Organização das Nações Unidas, que estima que o valor real seja bastante superior. Já morreram vários jornalistas, tanto ucranianos como estrangeiros, a cobrir a invasão russa.

Leia Também: Deputada acusa soldados russos de violar e assediar mulheres ucranianas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório