Meteorologia

  • 30 NOVEMBRO 2022
Tempo
MIN 7º MÁX 14º

Cinco elementos dos Médicos Sem Fronteiras raptados nos Camarões

Cinco funcionários dos Médicos Sem Fronteiras (MSF) foram quinta-feira raptados por pistoleiros nos Camarões, onde operam grupos rebeldes, revelaram hoje fontes da organização humanitária e do governo local.

Cinco elementos dos Médicos Sem Fronteiras raptados nos Camarões

Os funcionários são de nacionalidade chadiana, senegalesa, franco-irlandesa e camaronesa.

"Homens armados invadiram a casa dos MSF" e "cinco membros da nossa equipa foram levados" em Fotokol, na fronteira com a Nigéria, onde grupos terroristas do Boko Haram e o Estado Islâmico na África Ocidental (Iswap) atacam regularmente civis, avançou à agência noticiosa AFP a organização.

Por seu lado, um funcionário do governo local, que solicitou o anonimato, disse à AFP que três trabalhadores humanitários - um franco-vioriano, um senegalês e um chadiano - e dois guardas de segurança camaroneses foram raptados.

"Não há nada que ligue este ato aos ataques de Boko Haram. Não sabemos se se tratou de um simples roubo que correu mal. Foi aberto um cofre", disse, acrescentando que o exército continua à procura dos desaparecidos.

Leia Também: África. MSF aplaude transferência de tecnologia para produção de vacinas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório