Meteorologia

  • 21 MAIO 2022
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 25º

Abbas admite risco de "explosão" na Cisjordânia em conversa com Putin

As políticas israelitas correm o risco de levar a uma "explosão" na Cisjordânia ocupada, cenário recorrente de confrontos, disse hoje o Presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas, em conversa telefónica com o chefe de Estado russo, Vladimir Putin.

Abbas admite risco de "explosão" na Cisjordânia em conversa com Putin

Abbas falou com Putin, menos de dois dias depois de se encontrar com o ministro da Defesa israelita, Benny Gantz, na casa deste último, a primeira visita oficial do Presidente palestiniano a Israel.

A reunião entre Abbas e Gantz foi a "última oportunidade antes de uma explosão", comentou na rede social Twitter o ministro dos Assuntos Civis palestiniano, Hussein al-Sheikh, sem comentar sobre as causas e os efeitos dessa possível "explosão".

Na conversa com Vladimir Putin, cujo país é membro do Quarteto (juntamente com os Estados Unidos, a União Europeia e as Nações Unidas) para o Médio Oriente, Mahmud Abbas atribuiu a eventual "explosão" na Cisjordânia às políticas israelitas.

Abbas "sublinhou a importância de colocar um fim às práticas unilaterais de Israel em matéria de colonatos, confisco de terras, expulsão de palestinianos de Jerusalém oriental e terrorismo de colonos", considerando que "estas medidas israelitas vão levar a uma explosão da situação", indicou a agência oficial palestiniana Wafa.

No final da visita a Israel de Abbas, cuja liderança é contestada, o Ministério da Defesa israelita anunciou "medidas de confiança" para aliviar a situação económica da Autoridade Palestiniana e reduzir as tensões na Cisjordânia, território palestiniano ocupado por Israel desde 1967.

"Esperamos que as medidas de confiança discutidas ajudem a criar uma dinâmica para promover a liberdade, segurança e prosperidade para palestinianos e israelitas em 2022", comentou o porta-voz diplomático dos Estados Unidos, Ned Price.

No entanto, Abbas disse a Putin que "as medidas económicas e de segurança não são um substituto para um processo político", afirmando que a liderança palestiniana vai ter de tomar "decisões-chave" no Conselho Central da Organização de Libertação da Palestina (OLP), agendado para os próximos meses.

O Escritório para a Coordenação dos Assuntos Humanitários da ONU (OCHA) registou 410 ataques de colonos israelitas contra palestinianos nos primeiros 10 meses de 2021, em comparação com 358 em todo o ano de 2020.

De acordo com o relatório anual do exército israelita, houve 100 ataques a israelitas na Cisjordânia ocupada em 2021, contra 60 no ano anterior, e 5.532 incidentes de lançamentos de pedras, contra 4.000 no ano anterior.

A ONU mostrou-se recentemente alarmada pela violência dos colonos e os apelos dos grupos palestinianos para aumentar os confrontos com Israel.

Leia Também: Representantes dos EUA e Palestina reúnem-se pela 1.ª vez em cinco anos

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório