Meteorologia

  • 17 OUTUBRO 2021
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 24º

Edição

Exército israelita captura últimos palestinianos evadidos de prisão

Os dois últimos reclusos palestinianos evadidos em 06 de setembro de uma prisão no norte de Israel, de um total de seis, foram hoje capturados, informou o exército israelita.

Exército israelita captura últimos palestinianos evadidos de prisão
Notícias ao Minuto

06:11 - 19/09/21 por Lusa

Mundo Israel

As forças israelitas, que já tinham detido quatro dos foragidos em Nazaré, no fim de semana passado, anunciaram no domingo que "capturaram" os dois últimos fugitivos, durante uma operação conjunta com unidades especiais anti-terrorismo em Jenine, no norte da Cisjordânia, de onde são originários os seis reclusos, de acordo com a informação divulgada pelo exército israelita, citada pela agência France-Presse (AFP).

Segundo meios de comunicação social palestinianos, os confrontos eclodiram em Jenine quando as tropas israelitas entraram na cidade.

Um porta-voz da polícia israelita disse no entanto à Associated Press (AP) que os dois fugitivos, Munadil Nafayat, de 26 anos, e Iham Kamamji, de 35, foram detidos sem resistência na casa onde se tinham refugiado.

Os dois homens, ambos membros da Jihad Islâmica, um dos principais movimentos armados palestinianos, "estão atualmente a ser interrogados", disse o exército numa breve mensagem à imprensa, sem fornecer mais pormenores.

Kamamji foi preso em 2006 e condenado a prisão perpétua pelo rapto e assassínio de um jovem colono israelita.

Munadil Nafayat foi preso em 2020 e aguardava a sentença, depois de ter sido detido várias vezes no passado, devido a atividades no grupo armado palestiniano.

As forças israelitas organizaram uma caça ao homem em grande escala, após a fuga de seis reclusos palestinianos da prisão de alta segurança de Gilboa (norte de Israel), através de um túnel escavado debaixo de um lavatório.

O exército israelita anunciou na quarta-feira o envio de novos reforços para a Cisjordânia ocupada com o objetivo de encontrar os seis fugitivos, membros de grupos armados palestinianos presos por terem, segundo Israel, preparado ou conduzido ataques contra israelitas.

Um deles, Mahmoud Abdullah Ardah, preso desde 1996 e a cumprir pena perpétua, é um conhecido membro da Jihad Islâmica.

O evadido tinha sido posto em isolamento há alguns anos, após a descoberta de túneis escavados numa penitenciária israelita.

Na sexta-feira, o exército israelita já tinha feito detenções de familiares dos seis palestinianos foragidos, na Cisjordânia ocupada, segundo uma organização de defesa de detidos.

Dois irmãos e uma irmã de Mahmoud Ardah - apresentados pelos meios de comunicação locais como o cérebro da fuga - foram detidos na sexta-feira pelo exército na aldeia de Arraba, perto de Jenine, informou o Clube de Prisioneiros Palestinianos.

Outros familiares dos fugitivos, todos da área de Jenine, foram presos na quarta-feira e estarão detidos, segundo a associação palestina.

O exército israelita, que ocupa a Cisjordânia desde 1967, recusou-se a comentar essas detenções.

Leia Também: Israel paralisado para celebrar o Yom Kipur

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório