Meteorologia

  • 25 OUTUBRO 2021
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 23º

Edição

Ataque do Boko Haram no Chade faz pelo menos 24 mortos

Pelo menos 24 soldados chadianos foram mortos e vários feridos, na quarta-feira, num ataque de Boko Haram na região do Lago Chade, zona assolada por numerosas incursões de extremistas islâmicos, disse um responsável regional.

Ataque do Boko Haram no Chade faz pelo menos 24 mortos
Notícias ao Minuto

13:17 - 05/08/21 por Lusa

Mundo Chade

"Os elementos que regressavam de uma patrulha estavam a descansar quando foram atacados por Boko Haram", disse à agência noticiosa francesa AFP o dirigente do governo regional Haki Djiddi, acrescentando que "24 soldados foram mortos, vários foram feridos e outros soldados estão desparecidos no deserto".

O ataque, que teve lugar na ilha de Tchoukou Telia, 190 quilómetros a noroeste de N'Djamena, foi confirmado à AFP pelo porta-voz do exército, general Azem Bermandoa Agouna, que se recusou a fazer qualquer avaliação.

O Lago Chade é uma vasta extensão de água e pântano pontilhado de ilhas habitadas no oeste, algumas das quais são bases do grupo nigeriano Boko Haram ou da sua ala Estado Islâmico na África Ocidental (Iswap).

As autoridades chadianas referem-se a ambos os grupos como "Boko Haram" e a zona tem sido palco de ataques regulares contra o exército e civis.

Em março de 2020, uma centena de soldados chadianos foram mortos numa noite pelo grupo Boko Haram, na península de Bohoma, onde se encontra uma base do exército chadiano. O Presidente Idriss Déby Itno tinha lançado uma ofensiva contra os 'jihadistas' da região, em abril de 2020.

O chefe de Estado morreu em abril de 2021, durante a luta contra um grupo rebelde. Foi sucedido pelo seu filho Mahamat Idriss Déby Itno, que dirige um Conselho Militar de Transição.

A rebelião de Boko Haram eclodiu em 2009, no nordeste da Nigéria, antes de se propagar aos países vizinhos. Desde então, mais de 36.000 pessoas (principalmente na Nigéria) foram mortas, e três milhões tiveram de fugir das suas casas, de acordo com a ONU.

Leia Também: Pelo menos seis mortos em ataque do grupo Boko Haram nos Camarões

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório