Meteorologia

  • 05 AGOSTO 2021
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 28º

Edição

AO MINUTO: Internamentos seguem a subir. Visitas a lares? Podem continuar

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no mundo.

AO MINUTO: Internamentos seguem a subir. Visitas a lares? Podem continuar

Pelos dados mais recentes, emitidos pela Direção-Geral da Saúde, Portugal contabilizou mais 1.020 novos casos e seis mortes relacionados com a Covid-19. Segundo a última atualização da matriz de risco, feita esta segunda-feira, a situação epidemiológica no país continua a agravar-se com o índice de transmissão (Rt) e a incidência a aumentarem significativamente

O país encontra-se assim em contraciclo com a maioria dos países na União Europeia, no que diz respeito à evolução da pandemia, num momento em que a variante Delta já representa 60% dos casos só em Lisboa e Vale do Tejo. O autoagendamento da vacinação contra a Covid-19 arrancou, na segunda-feira, apenas para os maiores de 37 anos, e não para os maiores de 35 como era esperado. 

Consulte estes mapas interativos que mostram os dados epidemiológicos em Portugal e no Mundo. 

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no mundo: 

16h00 - Boa tarde, terminamos por aqui este registo, mas pode continuar a acompanhar-nos neste link.

15h43 - Governo britânico aprova 60 mil adeptos nas 'meias' e final do Euro'2020. As meias-finais e a final do Euro2020 de futebol têm permissão para a presença de mais de 60 mil espetadores no Estádio de Wembley, em Londres, informou hoje o governo britânico. Na nota hoje divulgada, o executivo lembrou também que será "a maior concentração de pessoas num evento desportivo no Reino Unido em 15 meses", desde o início da pandemia da Covid-19.

15h14 - Pandemia com impactos similares nos países da CPLP revelou desigualdades. A Covid-19 teve um impacto similar na abordagem das doenças respiratórias crónicas nos países da CPLP, mas expôs várias desigualdades, nomeadamente ao nível socioeconómico e no acesso aos cuidados de saúde, afirmou hoje a pneumologista Margarete Arrais.

14h48 - A Covid nos Açores: 

  • Açores garantem condições para 2.ª dose de vacina nas ilhas sem hospital. O Serviço Regional de Saúde dos Açores tem condições para administrar, sem recorrer à ajuda de militares, a segunda dose de vacinas contra a covid-19 nas ilhas sem hospital, garantiu hoje o responsável governamental da tutela na região.
  • O arquipélago registou ainda 43 novos casos de infeção, 42 em São Miguel. Os Açores registaram, nas últimas 24 horas, 43 novos casos positivos de covid-19, 42 em São Miguel e um no Faial, e há mais 78 pessoas que recuperaram da doença, informou hoje a Autoridade de Saúde Regional.
  • Cerca de 30 mil vacinas "nos próximos dias" em São Miguel nos Açores. O secretário regional da Saúde e Desporto dos Açores disse hoje que haverá um "reforço significativo" de vacinação contra a covid-19 na ilha de São Miguel, nos próximos dias, com a administração de cerca de 30 mil doses.
      

14h46 - Mais de 4.300 já reportaram resultados de autotestes na plataforma. Mais de 4.300 utentes já reportaram os resultados de autotestes à Covid-19 na plataforma eletrónica criada há um mês e 2.425 ao SNS 24, segundo dados dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS).

14h16 - Portugal reporta mais 1.020 casos de Covid-19 e seis mortes. Acaba de ser divulgado o boletim epidemiológico da DGS relativo à evolução da Covid-19 em Portugal e que dá conta de 1.020 casos (648 dos quais só na região de Lisboa) e mais seis óbitos (todos na região de Lisboa) nas últimas 24 horas. No que diz respeito aos internamentos, há 450 doentes hospitalizados (mais sete do que na véspera), dos quais 101 (mais quatro) em unidades de Cuidados Intensivos. Destaque ainda para o número de recuperados nas últimas horas: 1.293 (821.374 no total).

14h08- Já foram administradas mais de 7,3 milhões de vacinas. O balanço mais recente da vacinação contra a Covid-19 em Portugal revela que "já foram administradas mais de sete milhões e trezentas mil doses", correspondendo "cerca de quatro milhões e setecentas mil primeiras doses e mais de dois milhões e seiscentas mil segundas doses"

13h39 - Estado concede 4,2 milhões a linha de apoio a grandes eventos culturais. O Governo autorizou a concessão de uma garantia do Estado no valor de 4,2 milhões de euros, ao Fundo de Contragarantia Mútuo destinado à linha de apoio a grandes eventos culturais, publica hoje o Diário da República.

A autorização, assinada pelo secretário de Estado das Finanças, João Nuno Mendes, foi publicada no despacho n.º 6070-B/2021 do Diário da República, e enquadra-se nas medidas excecionais de apoio às empresas, devido à pandemia de Covid-19.

13h26 - Pandemia com impactos similares nos países da CPLP revelou desigualdades. A Covid-19 teve um impacto similar na abordagem das doenças respiratórias crónicas nos países da CPLP, mas expôs várias desigualdades, nomeadamente ao nível socioeconómico e no acesso aos cuidados de saúde, afirmou hoje a pneumologista Margarete Arrais.

13h05 - Ministra da Saúde não acha "necessário" limitar visitas em lares. Apesar de a Direção-Geral da Saúde (DGS) ter confirmado, esta terça-feira, que existem, atualmente, seis surtos ativos em lares no país, que resultaram em 54 casos positivos, em declarações aos jornalistas citadas pela TVI, Marta Temido considerou que não lhe parece "neste momento" que seja "necessário" restabelecer a limitação de visitas aos utentes destas instituições. "Estamos numa situação da epidemia que os vacinados que estão a ter transmissão de doença têm uma doença muito mais moderada, muito mais controlada, mas estamos naturalmente atentos", acrescentou.

13h03 - 34% da população residente na Madeira já com vacinação completa. Dos cerca de 260 mil residentes na Madeira, 34% já têm a vacinação completa contra a Covid-19 e 43% receberam a primeira dose, informou hoje o Governo Regional. "Até ao dia 20 de junho, foram administradas na Região Autónoma da Madeira 193.648 vacinas contra a Covid-19", lê-se no boletim da vacinação hoje distribuído no arquipélago.

12h54 - Pandemia já matou mais de 3,87 milhões de pessoas em todo o mundo. A pandemia provocada pelo novo coronavírus já fez pelo menos 3.875.359 mortos em todo o mundo desde que foi notificado o primeiro caso na China, segundo o balanço diário da agência France-Press. Mais de 178.697.640 pessoas foram infetadas pelo novo coronavírus em todo o mundo, segundo o balanço, feito às 11:00 TMG (12:00 em Lisboa) de hoje com base em fontes oficiais.

12h33 - Sequelas da Covid em pessoas antes saudáveis levam a transplante pulmonar. O cirurgião cardiotorácico José Fragata alertou hoje para as sequelas da Covid-19 que já se começam a sentir nos pulmões de alguns doentes. Segundo o profissional de saúde, os órgãos assemelham-se aos dos portadores de fibrose quística e a precisar de um transplante pulmonar.

12h45 - CNE recebeu "algumas queixas" por propaganda eleitoral em centros de vacinação. A Comissão Nacional de Eleições revelou ao Observador ter já recebido queixas por publicidade institucional feita por parte de autarquias em centros de vacinação. No entanto, o porta voz João Tiago Machado explica no entanto que a CNE nada pode fazer sobre isso, pelo menos para já, porque a propaganda autárquica só “é proibida a partir do momento em que sair o decreto que marque as eleições e esse decreto ainda não saiu".

12h31 - Papa solidariza-se com os idosos pela "solidão" em que vivem na pandemia. O Papa Francisco expressou hoje a sua solidariedade para com os idosos pela "solidão" e "sofrimento", agravados pela pandemia, numa mensagem de vídeo para o Dia Mundial dos Avós e dos Idosos. O Dia Mundial dos Avós e dos Idosos é celebrado este ano pelo Vaticano pela primeira vez no dia 25 de julho.

12h25 - "Teletrabalho mudará organização das administrações públicas". A ministra francesa da Transformação e da Função Pública defendeu hoje que o teletrabalho está em vias de "mudar totalmente" a organização das administrações, acrescentando esperar sucesso do diálogo social que decorre com os sindicatos europeus.  

12h22 - Madeira preparada para "retoma rápida" do turismo. A Madeira está preparada para a "retoma rápida" do setor do turismo, dependendo a situação da evolução da pandemia de Covid-19, estando neste momento 30 companhias aéreas a operar para a região, disse hoje o presidente do Governo Regional. "A Região Autónoma da Madeira criou - e mantém -- todas as condições para a retoma rápida e consolidada deste setor", declarou Miguel Albuquerque na Assembleia Legislativa, no debate mensal subordinado ao tema do turismo.

11h46 - Comissão Europeia garante mais 150 milhões de doses da Moderna. Bruxelas chegou a acordo para obter mais 150 milhões de doses da farmacêutica norte-americana Moderna. O anúncio foi feito pela presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, esta terça-feira. "Hoje assegurámos 150 milhões de doses adicionais da vacina da Moderna", disse Ursula von der Leyen na rede social Twitter. 

11h36 - Portugal colabora em estudo sobre o impacto da pandemia na habitação. O estudo internacional, Projeto Cidades Emergentes, promovida pela Escola de Arquitetura da UFSJ-CESUGA, de Espanha, pretende aferir o impacto do isolamento social, no contexto da pandemia da Covid-19, o modo de olhar para as cidades e para a habitação. Este é um estudo internacional que junta universidades da Europa e da América e Portugal irá fazer parte. No nosso país, esta análise será coordenada pela arquiteta, professora e investigadora da Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto (FAUP), Filipa Guerreiro.

11h34 - Portos de Cabo Verde com quebra de 21% no movimento de passageiros. Os portos de Cabo Verde movimentaram 63.293 passageiros em maio, uma quebra de 21% face ao mês anterior, após consecutivas subidas mensais este ano que permitiram recuperar das perdas provocadas pela pandemia de Covid-19, segundo dados oficiais.

11h11 - "Plano deverá acrescentar 22 mil milhões à economia até 2026". O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, afirmou hoje que o Programa de Recuperação e Resiliência (PRR) deverá acrescentar "mais 22.000 milhões de euros à economia" até 2026. "Assim, no final de 2025, o PIB [Produto Interno Bruto] potencial deverá situar-se 3,5% acima do nível que se teria verificado num cenário sem PPR", disse o governante.

11h07 - Estudo avalia impacto da pandemia na rotina dos jovens em três países. Um estudo realizado com jovens de Portugal, Egito e Turquia mostra que a pandemia de Covid-19 teve "um forte impacto nas suas rotinas quotidianas e nos seus planos de viagens futuras", anunciou hoje a Universidade de Coimbra (UC). O mesmo trabalho, publicado no International Journal of Tourism Cities, revela também que "os jovens portugueses são os que menos aceitam as medidas restritivas impostas pelo Governo".

10h35 - Surto em movimentado porto chinês complica transporte marítimo mundial. Um surto de Covid-19 num dos mais movimentados portos da China causou congestionamento de navios de carga e incertezas na logística, nas vésperas de época alta para o transporte marítimo, relatou hoje a imprensa local.

10h18 - África com mais 685 mortes e 44.993 infetados nas últimas 24 horas. África registou mais 685 mortes associadas à Covid-19 nas últimas 24 horas, o que eleva o total de óbitos desde o início da pandemia para 137.695, e 44.993 novos infetados, de acordo com os dados oficiais mais recentes. Segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número total de casos no continente é de 5.212.840 e o de recuperados é de 4.622.512, mais 28.507 nas últimas 24 horas.

09h56 - DGS confirma seis surtos em lares, que provocaram 54 casos. A Direção-Geral da Saúde confirmou a existência de seis surtos ativos em lares em Portugal, avança a RTP3. Em resultado desses surtos, existem 54 casos de Covid-19, "parte dos quais já estarão igualmente recuperados", referindo, no entanto, que "neste setor a redução do número de surtos tem sido significativa". A DGS recordou ainda que, "em fevereiro, Portugal registou o maior número de surtos ativos em ERPIS/IPSS: 405. A diminuição drástica neste contexto demonstra a importância que a vacinação tem tido no controlo da pandemia e na proteção da população mais vulnerável".

09h34 - Covid-19 'ataca' mosteiros budistas na Índia. A segunda vaga devastadora de Covid-19 na Índia tem o vírus a 'atacar' os mosteiros budistas no nordeste do país, onde a maioria deles se localiza. Centenas de monges tiveram resultado positivo para a infeção pois estudam, comem e vivem juntos, o que torna difícil conter um surto.  

09h06 - Pessoas que já sofreram de Covid sem anticorpos contra variantes Alfa e Beta. Uma nova pesquisa realizada por investigadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido, reitera a importância de tomar a vacina mesmo entre aqueles que já tiveram Covid-19, além da adoção medidas de proteção e isolamento. O estudo que foi pré-publicado na plataforma Research Square e citado pela revista Galileu, alerta que nem todas as pessoas que já foram infetadas pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, causador da Covid-19, desenvolveram uma proteção imunológica natural prolongada.

08h59 - "Anticorpos têm 5 vezes menos capacidade de neutralizar a variante Delta". Virologista garante que a estirpe indiana tem mais "capacidade de fugir e ser mais resistente às vacinas" do que as outras variantes e acredita que "o objetivo do plano de vacinação deve ser vacinar mais de 90% das pessoas". Defende também que restrições à Área Metropolitana de Lisboa (AML) "são medidas de esforço inútil".  

08h10 - Pico da quarta vaga daqui a um mês com 2.000 casos diários. Se nada se alterar, a quarta vaga de Covid-19 atingirá o pico dentro de um mês, com dois mil casos diários. Também menor será o esforço exigido ao Serviço Nacional de Saúde, com 500 internados em enfermaria e até 150 em unidades de cuidados intensivos, estima a plataforma Covid-19 Insights, da Nova de Lisboa ao JN.  

07h50 - Crise provocada pela pandemia atirou 400 mil pessoas para a pobreza. Cerca de 400 mil pessoas caíram abaixo do limiar da pobreza devido à crise provocada pela pandemia da Covid-19, agravando o fosso entre os ricos e os pobres em Portugal, revela um estudo hoje divulgado. Segundo o documento, que considera que as medidas do Governo minimizaram em parte o aumento da pobreza e da desigualdade, a pandemia resultou numa "perda substancial de rendimentos para a população portuguesa", com o rendimento mediano anual a cair de 10.100 euros no cenário sem crise para 9.100 euros no cenário com crise.

07h43 - Presidente das Filipinas ameaça prender quem recusar vacina. O presidente das Filipinas ameaçou prender quem se recusar a tomar a vacina contra a Covid-19, numa altura em que o país combate o pior surto da doença desde o início da pandemia. "Se não se quiser vacinar, farei com que o prendam e depois injeto-lhe a vacina nas nádegas", disse Rodrigo Duterte, conhecido pelas declarações polémicas e insultuosas, durante um discurso transmitido pela televisão, na segunda-feira.

07h32 - Alemanha registou 455 novos casos de Covid-19 e 77 mortes. A Alemanha registou, nas últimas 24 horas, mais 455 casos de infeção por Covid-19 e 77 mortes. Em termos acumulados, o país soma 3.722.782 casos da doença e 90.472 vítimas mortais. Já no que diz respeito à incidência de sete dias, de acordo com o Instituto Robert Koch (RKI), é inferior a 10 pelo quarto dia consecutivo. O valor de hoje é de 8,0 (ontem era de 8,6).

07h27 - Discotecas reabrem a 9 de julho em França. As discotecas em França vão reabrir a 09 de julho com uma lotação máxima de 75% e apresentação de passe sanitário, tendo em conta a diminuição dos números da pandemia em todo o país. Após 15 meses de encerramento, as discotecas em França vão poder reabrir e não vai ser necessário utilizar máscara no interior. 

07h13 - Enquanto dormia: 

  • Província chinesa de Guangdong com dois casos locais. A província chinesa de Guangdong, que faz fronteira com Macau e Hong Kong, registou dois casos locais de Covid-19 nas últimas 24 horas, anunciou hoje a Comissão de Saúde da China. O país asiático diagnosticou ainda 23 casos positivos entre viajantes oriundos do exterior.
  • Índia com 42.640 casos, valor mais baixo em mais de três meses. A Índia registou 42.640 infeções por Covid-19 nas últimas 24 horas, o valor mais baixo em 91 dias, confirmando o declínio da segunda vaga, anunciou hoje o Ministério da Saúde indiano. No último dia, o país contabilizou ainda 1.167 mortes.  
  •  

07h00 - Bom dia, damos inicio a um novo acompanhamento da pandemia no país e no mundo. Pode recordar o registo anterior através deste link.

Leia Também: AO MINUTO: Itália? Máscara na rua 'cai' na 2f; EUA doam vacinas ao Brasil

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório