Meteorologia

  • 24 JUNHO 2021
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 32º

Edição

AO MINUTO: Época balnear com coimas. "Orgulho" nas vacinas doadas

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.

AO MINUTO: Época balnear com coimas. "Orgulho" nas vacinas doadas

Portugal Continental vai continuar em Situação de Calamidade até às 23h59 de 30 de maio, anunciou a ministra de Estado e da Presidência, ontem, após mais um Conselho de Ministros. Até essa altura, o teletrabalho mantém-se obrigatório.

Foram ainda conhecidos os concelhos que recuam e os que seguem a desconfinar, bem como as regras a adotar nas praias, e a abertura dos parques infantis e diversões itinerantes.

Esta sexta-feira, Portugal não registou novas mortes, mas notificou 450 novos casos de Covid-19.  Em termos acumulados, o país soma 16.999 vítimas mortais e 841.739 infetados. O Rt subiu para 0.95 tanto a nível nacional como continental.

Consulte os mapas da evolução da pandemia do novo coronavírus em Portugal e no Mundo.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19:

00h00 - Suspendemos aqui o registo de hoje. O acompanhamento será retomado na manhã de sábado. Já sabe, consulte a informação no site da DGS e acompanhe sempre as comunicações das autoridades competentes. Caso tenha sintomas:

SNS24 de Portugal Continental: 808 24 24 24

SNS24 da Madeira: 800 24 24 20

SNS24 dos Açores: 808 24 60 24

Só quer tirar dúvidas? Não assoberbe as linhas telefónicas: [email protected]

23h45 - Época balnear desde sábado a outubro com coimas entre 50 e 1.000 euros. A época balnear deste ano pode decorrer entre sábado e 15 de outubro em Portugal continental, disse hoje fonte do Ministério do Ambiente, confirmando coimas entre 50 e 1.000 euros no caso de incumprimento das regras sanitárias. Este ano, ao contrário do que sucedeu em 2020, as regras relativas aos acessos e ocupação das praias, no âmbito da pandemia da Covid-19, vão estar associadas a um regime contraordenacional. 

22h46 - Brasil registou mais de 85 mil casos e 2.211 mortes nas últimas 24h. O Brasil diagnosticou, nas últimas 24 horas, 85.536 contágios e 2.211 mortes relacionadas com a Covid-19, de acordo com os dados disponibilizados esta sexta-feira pelas autoridades de saúde. Com esta atualização, o país regista assim desde o início da pandemia, 15.519.525 casos de infeção e 432.628 óbitos. 

22h11 - Autoagendamento para doentes recuperados disponível em junho. Os doentes recuperados há mais de seis meses de infeção por SARS-CoV-2 vão poder marcar a sua vacinação através do portal de autoagendamento a partir da primeira semana de junho, confirmou hoje fonte da 'task force' responsável pelo processo. Em resposta enviada à Lusa, o organismo liderado pelo vice-almirante Henrique Gouveia e Melo prevê que a plataforma na Internet para a marcação da administração da vacina "esteja disponível para as pessoas que recuperaram de infeção por SARS-CoV-2, diagnosticada há, pelo menos, seis meses a partir da primeira semana de junho".

22h07 - Pessoas com hipersensibilidade vacinadas nos hospitais. As pessoas com possibilidade de reação alérgica às vacinas contra a Covid-19 serão vacinadas nos hospitais e acompanhadas por especialistas, para garantir a sua segurança, anunciou hoje a 'task force' que coordena a vacinação em Portugal. "A vacinação destes utentes muito específicos é acompanhada por especialistas e pelos aparelhos médicos indicados para responder a qualquer situação que possa suceder", adiantou à Lusa fonte da estrutura liderada pelo vice-almirante Gouveia e Melo.

21h50 - Costa "com orgulho" na chegada de vacinas doadas por Portugal a Cabo Verde. O nosso país comprometeu-se a "doar 5%" das vacinas aos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e a Timor-Leste. "É com orgulho que assinalo a chegada hoje a Cabo Verde de 24 mil vacinas disponibilizadas por Portugal no quadro da cooperação portuguesa". Foi deste modo que, no Twitter, António Costa marcou o recebimento das doses contra a Covid-19 doadas pelo nosso país.

21h25 - França quer vacinar 20 milhões de pessoas até este fim de semana. O ministro da Saúde francês, Olivier Véran, estima que a França vai vacinar 20 milhões de pessoas até sábado com a primeira dose, com 600 mil novas doses a terem sido administradas hoje. O ministro fez o anúncio na sua conta na rede social Twitter, acrescentando que "a mobilização excecional continua em todo o país".

21h18 - Candidaturas a novos apoios às empresas arrancam 4.ª feira. As candidaturas ao novo incentivo à normalização da atividade empresarial e ao apoio simplificado para microempresas arrancam na quarta-feira, segundo uma nota publicada hoje pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP). De acordo com a informação divulgada no site do IEFP, "as candidaturas às duas novas medidas de apoio ao emprego abrem dia 19 de maio, a partir das 09:00".

21h07 - Mais um óbito, 286 novos casos e 257 recuperações em Cabo Verde. O país registou mais um óbito por Covid-19, chegando a 244 mortos em todo o país, que contabiliza mais 286 novos infetados e 257 recuperados pela doença nas últimas 24 horas, informaram as autoridades de saúde.

20h35 - França regista mais 7.025 casos e 173 óbitos nas últimas 24 horas. As autoridades de saúde francesas revelaram esta sexta-feira que foram identificados 7.025 novos casos de infeção e morreram mais 173 pessoas devido à Covid-19. No total, o país regista assim 5.848.154 casos confirmados e 107.423 vítimas mortais (mais de 81 mil morreram em unidades hospitalares). 

20h01 -  Madeira com 29 novos casos e 21 recuperados. A Madeira registou nas últimas 24 horas 29 novos casos de infeção por SARS-CoV-2, dos quais cinco importados e os restantes de transmissão local, e 21 recuperados, anunciou hoje a Direção Regional de Saúde (DRS). Segundo o boletim diário daquela entidade sobre a pandemia da Covid-19, os casos importados são de Espanha, Polónia, Roménia, Norte de Portugal continental e outro de Lisboa e Vale do Tejo.

19h42 - Mais de 530 mil pessoas vacinadas na região Centro. Mais de 530 mil pessoas da região Centro já foram vacinadas contra a Covid-19 e, dessas, mais de 200 mil já têm as duas doses, informou hoje o secretário de Estado do Desporto e coordenador do combate à pandemia naquela região. Segundo João Paulo Rebelo este números mostram que 32% da população da região Centro já foi vacinada, pelo menos, com uma primeira dose da vacina contra a Covid-19 e que 13% da população já tem o processo de vacinação completo, estando esta zona em linha com o que acontece no país.

19h17 - Identificados nove casos da variante indiana em Portugal. A incidência da variante indiana em Portugal subiu. De acordo com o Relatório da Monitorização das 'Linhas Vermelhas' para a Covid-19, da Direção-Geral da Saúde (DGS) e do Instituto Nacional Ricardo Jorge (INSA) "até 12 de maio, foram identificados nove casos da variante B.1.617 (associada à Índia), sete casos da linhagem B.1.617.1 e dois casos da linhagem B.1.617.2". Ainda assim, é revelado que "não parece existir transmissão comunitária desta variante". Em suma, explicam as autoridades, "a análise global dos diversos indicadores sugere uma situação epidemiológica com transmissão comunitária de moderada intensidade e reduzida pressão nos serviços de saúde". 

18h51 - Reino Unido acelera vacinação para travar variante descoberta na Índia. O Reino Unido vai acelerar a administração de segundas doses de vacinas contra a Covid-19 a pessoas com mais de 50 anos e clinicamente vulneráveis devido à preocupação com a variante descoberta na Índia, foi hoje anunciado. "Acreditamos que esta variante seja mais transmissível (...). Ou seja, passa mais facilmente de pessoa para pessoa, mas não sabemos quanto", admitiu o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, numa conferência de imprensa.

18h49 - Cabo Verde recebe hoje 24 mil vacinas doadas por Portugal. Cabo Verde recebe hoje à noite, no aeroporto internacional da Praia, 24 mil doses de vacinas contra a Covid-19 cedidas por Portugal, anunciou o Ministério dos Negócios Estrangeiros português, em comunicado. Trata-se da primeira entrega "no seguimento do compromisso político" de disponibilizar aos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e Timor-Leste 5% das vacinas contra a Covid-19 adquiridas por Portugal.

18h42 - Portugal vai chegar mais depressa "ao ponto da recuperação", confia Costa. O primeiro-ministro considerou hoje que foram "gigantescos" os efeitos sociais da pandemia da Covid-19 em Portugal, mas manifestou-se convicto que o país tem "mais músculo" económico e social e vai chegar mais depressa "ao ponto da recuperação".

18h10 - Fez um teste rápido? Guia explica-lhe como deve deitar fora os resíduos. A disponibilização de testes rápidos de antigénio - anteriormente exclusivos a uso profissional - ao público em geral, como modo de avaliar se está ou não infetado com o novo coronavírus, trouxe uma nova questão. Sendo o resultado positivo ou negativo: como fazer a gestão dos resíduos produzidos? Saiba mais aqui.

17h59 - Espanha reporta 6.347 infetados e 58 mortes nas últimas 24 horas. Espanha diagnosticou, no último dia, 6.347 infetados, elevando o total de contágios, desde o início da pandemia, para 3.604.799, indica o Ministério da Saúde espanhol esta sexta-feira. Comparativamente à véspera, o número de novos casos aumentou (ontem registaram-se 5.701 infetados). 

17h35 - DGS dá parecer negativo sobre ecrã para adeptos no exterior do Bessa. A Direção-Geral da Saúde (DGS) deu parecer desfavorável ao pedido do Boavista para instalar um ecrã gigante para os adeptos no exterior do Estádio do Bessa, confirmou hoje à agência Lusa fonte do clube da I Liga de futebol. Na quinta-feira, os 'axadrezados' tinham solicitado junto daquela autoridade, das forças policiais e da Câmara Municipal do Porto a montagem de um ecrã para os adeptos poderem assistir ao jogo de sábado com o Portimonense, da 33.ª e penúltima jornada.

17h27 - Pandemia abrandou novamente esta semana no mundo. A pandemia de Covid-19 abrandou pela segunda semana consecutiva no mundo, principalmente nos Estados Unidos, Europa e Médio Oriente, segundo dados recolhidos pela agência France-Presse. 

17h25 - Dispensa de uso de máscara depende de vacinação e transmissão do vírus. A dispensa do uso de máscara só deve ser equacionada quando se verificar uma boa cobertura de vacinação contra a Covid-19 e uma reduzida transmissão do vírus SARS-CoV-2, alertou hoje a Organização Mundial de Saúde (OMS). "Os países deverão levar em consideração a cobertura de vacinas e a taxa de incidência local [do vírus que provoca a Covid-19] antes de decidirem retirar estas medidas", afirmou Michael Ryan, diretor do programa de emergências da OMS, em conferência de imprensa.

17h13 - Preocupação com pessoas "deve estar no centro" da agenda do turismo. O presidente da Comissão Europeia de Viagens, Luís Araújo, defendeu hoje que a preocupação com os turistas, os residentes e os trabalhadores deve estar no centro dos trabalhos para o futuro do turismo, que se quer sustentável. "Quanto mais resilientes formos, mais sustentáveis seremos, mas temos de pôr as pessoas no centro do nosso trabalho", afirmou o também presidente do Turismo de Portugal, que participou no Fórum de Alto Nível sobre Sustentabilidade e Turismo, promovido no âmbito da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia, na qualidade de presidente da Comissão Europeia de Viagens.

16h56 - Covid-19. Itália reporta 7.567 contágios e 102 mortes nas últimas 24h. Nas últimas 24 horas, Itália registou 7.567 novos casos, aumentando para 4.146.722 o total de casos desde o início da pandemia, indicam as autoridades italianas esta sexta-feira. No último dia, morreram mais 182 pessoas devido à Covid-19, o total de mortes, desde fevereiro de 2020, é de 123.927. 

16h30 - Reino Unido com 2.193 novos casos e 17 mortes devido à Covid-19. O Reino Unido diagnosticou, no último dia, 2.193 novos casos de infeção e 17 mortes relacionadas com a Covid-19, indica a atualização do Ministério da Saúde britânico desta sexta-feira. No total, o Reino Unido acumula 4.446.824 infeções e 127.668 mortes. 

16h12 - OMS pede a países ricos para não vacinarem jovens e doarem vacinas. A Organização Mundial da Saúde (OMS) apelou hoje aos países que estão a vacinar jovens contra a Covid-19 para cederem estas vacinas ao mecanismo Covax, permitindo imunizar os grupos de risco em países menos desenvolvidos. 

16h09 - Pandemia está a provocar "retrocessos" ao nível da igualdade de género. A secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro, disse hoje que a pandemia está a provocar retrocessos ao nível da igualdade de género e considerou muito "importantes e decisivas" as intervenções a nível local. "Esta pandemia traz retrocessos, agudizando desigualdades, desvantagens, dificuldades, que evidentemente já preexistiam, mas que agora estão mais visíveis e se acentuam", lamentou.

16h07 - Boris Johnson avalia medidas para conter variante descoberta na Índia. O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, deverá anunciar hoje medidas para conter os surtos de casos de Covid-19 em Inglaterra relacionados com a variante descoberta na Índia perante a subida do índice de transmissibilidade. 

15h29 - "Vacinação não garante de imunidade. Inoculações previnem cerca de 80%". A investigadora-chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS) Soumya Swaminathan alertou, esta sexta-feira, para o facto de as vacinas não darem 100% de garantia de imunidade, ao contrário do que muitas pessoas pensam.

15h27 - Presidente dá luz verde a diploma sobre acesso a praias mas deixa alerta. O Presidente da República promulgou hoje o diploma que regula o acesso e a ocupação das praias durante a época balnear deste ano, no contexto da pandemia da Covid-19, alertando para a aplicação prática do novo regime sancionatório. 

15h13 - Algarve e Açores com índice de transmissibilidade do vírus superior a 1. O Algarve e os Açores apresentam um índice de transmissibilidade (Rt) do SARS-CoV2 superior 1, indicou hoje o INSA no relatório semanal, avançando que, entre 01 e 09 de maio, este indicador aumentou de 0,91 para 0,99 no país. Algarve e Açores com índice de transmissibilidade do vírus superior a 1. O Algarve e os Açores apresentam um índice de transmissibilidade (Rt) do SARS-CoV2 superior 1, sendo que, entre 01 e 09 de maio, este indicador aumentou de 0,91 para 0,99 no país.

15h00 - Boa tarde, iniciamos um novo registo de acompanhamento da pandemia. Pode recordar o anterior aqui.

Leia Também: AO MINUTO: R(t) continua a subir, mas incidência e internamentos descem

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório