Meteorologia

  • 21 MAIO 2022
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 25º

Mais dois mortos no Bangladesh em protestos contra visita de Modi

Duas pessoas foram hoje mortas no Bangladesh em novos confrontos entre manifestantes que protestavam contra a visita do primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, e a polícia, elevando para 13 o número de mortos vítimas de violências desde sexta-feira.

Mais dois mortos no Bangladesh em protestos contra visita de Modi

Os manifestantes, na sua maioria simpatizantes do grupo extremista islâmico Hefazat-e-Islam, acusam o primeiro-ministro indiano, que se deslocou ao Bangladesh para participar nas comemorações do 50.º aniversário da independência do país, de promover a violência contra os muçulmanos na Índia.

Cinco pessoas morreram na sexta-feira e mais seis este sábado, depois de a polícia ter disparado munições reais contra manifestantes em várias zonas de maioria muçulmana no Bangladesh.

Hoje, mais dois jovens - um de 19 e outro de 23 anos - morreram quando a polícia abriu fogo em confrontos na cidade oriental de Sarail, segundo um porta-voz da polícia em declarações à agência France-Presse.

"Eles (manifestantes) invadiram uma esquadra da polícia na autoestrada, incendiando-a e ferindo pelo menos 35 agentes. A polícia abriu fogo em autodefesa", disse o porta-voz.

A mesma fonte acrescentou que cerca de 3.000 manifestantes, na sua maioria apoiantes do Hefazat, bloquearam uma autoestrada e atacaram a polícia com tijolos e pedras.

O ministro do Interior, Asaduzzaman Khan, apelou ao fim dos protestos, e avisou que, se a agitação não parar, as autoridades tomarão "as medidas necessárias".

Esta violência surge quando o Bangladesh celebra o 50.º aniversário da sua independência e o Governo anuncia êxitos económicos do país - ensombrados por violações dos direitos humanos, de acordo com a acusação de várias organizações não-governamentais.

"As cenas de violência a que assistimos fazem parte de um padrão de comportamento familiar e perturbador das autoridades do Bangladesh", afirmou a Amnistia Internacional, citada pela AFP este sábado.

A visita do primeiro-ministro nacionalista indiano, Narendra Modi, que chegou a Daca esta sexta-feira, tem merecido os protestos de manifestantes de um largo espetro político - incluindo estudantes e ativistas de esquerda - que o acusam de estimular o recrudescimento dos antagonismos entre comunidades religiosas na Índia.

Leia Também: Novas manifestações contra Modi fazem mais cinco mortos em Bangladesh

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório