Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2021
Tempo
15º
MIN 12º MÁX 19º

Edição

NATO "saúda" e "apoia totalmente" prorrogação de tratado New START

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO, na sigla em inglês) "saudou" hoje a prorrogação do tratado de limitação de armas nucleares New START, referindo que apoia "totalmente" o acordo encontrado entre os Estados Unidos e a Rússia.

NATO "saúda" e "apoia totalmente" prorrogação de tratado New START
Notícias ao Minuto

15:57 - 03/02/21 por Lusa

Mundo NATO

"Os Aliados da NATO acreditam que o tratado New START contribui para a estabilidade internacional, e os Aliados expressam outra vez o seu apoio forte para a implementação contínua e para um diálogo rápido e ativo sobre as formas de melhorar a estabilidade estratégica", refere a organização em comunicado.

Frisando que "os Aliados veem a extensão do tratado" como o "início e não o fim" do esforço para "responder à ameaças nucleares e aos novos e emergentes desafios à estabilidade estratégica", a NATO frisa também que os Estados-membros da Aliança se mantêm "coletivamente determinados em defender os tratados e compromissos de desarmamento, de controlo de armas e de não proliferação nuclear".

"Os Aliados apoiam futuras negociações de controlo de armas, com o objetivo de melhorar a segurança da Aliança, tendo em consideração o atual clima de segurança internacional", lê-se na nota.

A NATO realça também que, ainda que os Estados Unidos tenha abordado o governo de Moscovo de maneira a "promover os interesses coletivos" dos aliados, a organização permanece "atenta aos desafios que a Rússia apresenta".

"Trabalharemos em estreita consulta para responder às ações agressivas da Rússia, que constituem uma ameaça para a segurança Euro-atlântica", afirma.

Os Estados Unidos ratificaram a prorrogação por cinco anos do tratado de limitação de armas nucleares New START, já assinado pela Rússia, anunciou hoje o secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken.

"Ao mesmo tempo que trabalhamos com a Rússia para promover os interesses norte-americanos, também trabalharemos para responsabilizar a Rússia pelos seus atos antagónicos e pelas violações dos direitos humanos, em estreita coordenação com os nossos aliados e parceiros", disse Blinken, num comunicado.

Na passada semana, o Presidente russo, Vladimir Putin, já tinha assinado o prolongamento por cinco anos do tratado russo-americano New START, para a limitação de armas nucleares, dizendo que se tratava de "um passo na direção certa, embora admitindo que a segurança global continuava ameaçada por causa das crescentes tensões internacionais.

O New START é o mais recente, e único em vigor, acordo bilateral deste tipo, que regula o controlo de armas destas duas potências nucleares mundiais, tendo hoje sido prolongado por mais cinco anos.

O tratado e é o último acordo remanescente que limita as armas nucleares dos EUA e da Rússia, depois de ter sido assinado, em 2010, pelo Presidente norte-americano, Barack Obama, e pelo Presidente russo, Dmitri Medvedev, para limitar cada país a instalar um máximo de 1.550 ogivas nucleares e restringir a 800 o número de aviões bombardeiros com capacidade de lançar mísseis nucleares.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório