Meteorologia

  • 19 ABRIL 2021
Tempo
13º
MIN 11º MÁX 22º

Edição

Kremlin. Progresso nas relações depende da "vontade política" de Biden

O Kremlin declarou que o progresso nas relações entre a Rússia e os Estados Unidos depende exclusivamente da "vontade política" do Presidente eleito Joe Biden, que tomará hoje posse em Washington.

Kremlin. Progresso nas relações depende da "vontade política" de Biden

"No Kremlin ninguém se está a preparar para esta investidura. Isso não mudará nada para a Rússia que, como há muitos anos, continuará a existir e a procurar boas relações com os Estados Unidos", afirmou o porta-voz da Presidência russa, Dmitry Peskov.

Durante uma conferência de imprensa, Peskov acrescentou que "a vontade política" necessária para reavivar os laços entre os dois países "dependerá de Biden e da sua equipa".

As relações entre os Estados Unidos e a Rússia estão atualmente no nível mais baixo desde o fim da Guerra Fria, devido a desacordos persistentes sobre um número crescente de questões.

Diplomatas russos e norte-americanos também têm questões importantes a resolver quando Biden assumir o cargo.

No topo da lista estão a extensão, ou não, do tratado de desarmamento russo-norte-americano New Start, que expira em 05 de fevereiro. Este é o último grande acordo que rege parte dos arsenais nucleares dos dois grandes rivais geopolíticos.

Outro assunto importante é o resgate do acordo nuclear com o Irão, depois de todos os esforços do Governo Trump para o encerrar.

O acordo nuclear, assinado em 2015 entre o Irão e seis grandes potências -- EUA, China, Rússia, Alemanha, França e Reino Unido (5 + 1) - para limitar o programa nuclear iraniano em troca do levantamento de algumas das sanções internacionais, foi abandonado unilateralmente pelos Estados Unidos em 2018.

O Presidente russo, Vladimir Putin, também já deu a entender que a mudança de Presidente na Casa Branca não levaria a uma distensão.

Putin foi um dos poucos líderes no mundo que esperou pela votação do colégio eleitoral norte-americano, em 14 de dezembro, para felicitar o Presidente eleito Joe Biden, seis semanas após a votação.

O democrata Joe Biden toma posse hoje como Presidente dos EUA, numa Washington deserta, por causa da pandemia do novo coronavírus, e invadida por 25 mil soldados, por causa da segurança.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório