Meteorologia

  • 24 JANEIRO 2021
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 17º

Edição

Governo australiano retira cidadania a extremista islâmico condenado

O Governo australiano anunciou hoje a revogação da cidadania de um extremista islâmico, condenado em 2009 a 15 anos de prisão por terrorismo, sendo a primeira vez em que a nacionalidade é retirada a alguém no país.

Governo australiano retira cidadania a extremista islâmico condenado

Abdul Nacer Benbrika, que defendeu junto dos seguidores ser correto matar mulheres e crianças no âmbito da "jihad" [guerra santa], foi detido em 2005, juntamente com 17 extremistas, por planear vários ataques durante uma partida de râguebi e num reator nuclear.

"Cancelei a cidadania australiana do terrorista condenado Benbrika, [tornando-o] no primeiro indivíduo a perder a cidadania no país", disse o ministro do Interior australiano, Peter Dutton, aos jornalistas, em Camberra.

De origem argelina, Benbrika já cumpriu a pena mínima de 12 anos, ao entrar na prisão em 2008, antes de ser libertado sob fiança.

No entanto, Dutton disse que o fundamentalista vai continuar na prisão, ao abrigo de um mandado provisório por estar ainda pendente um processo judicial do Governo para o manter atrás das grades.

Desde 2014, a Austrália aprovou várias leis contra o terrorismo islâmico, incluindo uma que permite a retirada da cidadania aos combatentes da dupla nacionalidade, que viajaram para o Médio Oriente para combater o grupo extremista Estado Islâmico (EI).

Desde então, as autoridades revogaram a cidadania de mais de uma dúzia de pessoas, incluindo o antigo chefe de recrutamento para o EI Neil Prakash, até 2018 o terrorista mais procurado no país.

Países como o Reino Unido e os Estados Unidos têm regras semelhantes para retirar a cidadania aos terroristas e aos condenados por crimes graves com dupla nacionalidade.

Leia Também: Austrália. Companhia vai exigir vacinação a passageiros internacionais

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório