Meteorologia

  • 28 NOVEMBRO 2020
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Irão adota novas restrições incluindo fecho do comércio não essencial

O Irão anunciou hoje o encerramento do comércio e serviços não essenciais na maioria das cidades por um período de duas semanas, no âmbito de novas medidas restritivas para conter a pandemia de covid-19.

Irão adota novas restrições incluindo fecho do comércio não essencial

"Com estas novas restrições, queremos apenas dizer ao povo que o problema do coronavírus é muito sério", na República Islâmica, indicou o presidente Hassan Rohani, numa reunião do comité de luta contra o vírus, transmitida pela televisão.

Nas zonas de maior risco epidemiológico, só as lojas de bens considerados essenciais permanecem abertas, nomeadamente as do setor alimentar e farmácias. Os transportes públicos, imprensa, bancos e estações de serviço também continuam em funcionamento bem como os centros sanitários.

Segundo o comité, mais de 53 milhões de pessoas (num país com mais de 80 milhões de habitantes) serão afetadas pelas "restrições draconianas" aplicadas em mais de metade das cidades iranianas, incluindo Teerão e outras 30 capitais provinciais.

De acordo com dados oficiais, desde o início do mês, o país tem registado mais de 400 mortes diárias, o que levou Rohani a falar de uma "terceira vaga" da pandemia.

O Ministério da Saúde registou hoje 431 mortos em 24 horas, elevando o balanço da pandemia para 44.327 mortos, num total de 841.308 casos confirmados no Irão, o país do Médio Oriente mais afetado.

Segundo alguns responsáveis, estes números estão bastante abaixo do que se passa na realidade.

As autoridades sempre recusaram impor um confinamento geral por receio das consequências económicas que teria para o país, em recessão devido ao regresso das sanções dos Estados Unidos.

"Apelamos aos cidadãos para respeitarem todas as medidas a fim de reduzir o mais depressa possível a pressão económica imposta a partir de hoje às empresas", disse Rohani.

"Temos de convencer as pessoas que não temos outra opção", acrescentou.

As autoridades também proibiram os carros particulares de saírem das zonas mais afetadas, medida que estará em vigor por um período que não foi indicado e foi imposto um recolher obrigatório entre as 21:00 e as 04:00 em Teerão e noutras grandes cidades.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório