Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2020
Tempo
MIN 9º MÁX 16º

Edição

"Não haverá doses suficientes de vacinas antes do final de 2021"

Não é expectável que toda a população europeia tenha acesso à vacina antes do final de 2021. A informação foi revelada na passada segunda-feira, numa reunião interna da União Europeia.

"Não haverá doses suficientes de vacinas antes do final de 2021"

Apenas parte da população da União Europeia estará imunizada contra a Covid-19 até ao final de 2021. A informação, divulgada pela agência Reuters, terá sido revelada numa reunião interna da União Europeia, onde foi avaliada a possibilidade de a vacina não ser tão eficaz quanto se espera e de esta não ser produzida em quantidade suficiente até então.

"Não haverá doses suficientes de vacinas contra a Covid-19 para a toda a população antes do final de 2021", revelou um membro da Comissão Europeia numa reunião à porta fechada que decorreu na segunda-feira.

À agência Reuters, outro membro da Comissão Europeia, que preferiu manter o anonimato, confirmou a mesma informação.

Com uma população de 450 milhões, a União Europeia reservou já mais de 1 bilião de doses de potenciais vacinas contra a Covid-19 de três farmacêuticas (AstraZeneca, Sanofi e Johnson & Johnson). Para além disso, está ainda a ser negociada a compra antecipada de mais um bilião de doses de outras empresas, entre elas a Moderna, a Pfizer e a CureVac.

De acordo com a agência noticiosa, a União Europeia já tinha avançado que as vacinas serão limitadas "durante a fase inicial de implementação", mas não esclareceu quanto tempo demoraria essa fase.

De acordo com a evolução dos estudos que estão a ser desenvolvidos, a Comissão Europeia revelou, no início de outubro, que espera que as primeiras vacinas possam estar disponíveis no início do próximo ano.

Considerando a - expectável - oferta limitada da vacina, a União Europeia tem exortado os governos europeus a desenvolverem planos de vacinação que deem prioridade a grupos vulneráveis, nomeadamente profissionais de saúde, idosos ou doentes crónicos.

Em julho, um documento ratificado entre a Comissão Europeia e os governos da UE referia que pelo menos 40% da população da UE deveria ser vacinada na primeira fase.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório