Meteorologia

  • 25 OUTUBRO 2020
Tempo
19º
MIN 13º MÁX 19º

Edição

Governo central espanhol e autoridades regionais de saúde falham acordo

O ministro da Saúde espanhol e os responsáveis do setor nas comunidades autónomas não conseguiram chegar a acordo sobre o aumento das restrições nos municípios com uma maior incidência da pandemia de covid-19.

Governo central espanhol e autoridades regionais de saúde falham acordo
Notícias ao Minuto

18:07 - 30/09/20 por Lusa

Mundo Covid-19

Segundo a agência Efe, fontes da Comunidade de Madrid revelaram que um documento proposto pelo ministro Salvador Illa será agora tratado no Comité de Alerta de Saúde Pública para estudo técnico.

O Governo central espanhol pretende um aumento das restrições de deslocação nos municípios com mais de 100.000 habitantes com uma incidência acumulada de covid-19 superior a 500 casos em 14 dias; com uma percentagem positiva nos testes de diagnóstico superior a 10%; e uma ocupação de camas nas unidades de cuidados intensivos superior a 35% tomem medidas para restringir a mobilidade das pessoas.

Em Espanha, as autoridades regionais têm competência exclusiva em matéria de saúde e o Governo central não tem o poder de lhes determinar as suas decisões em matéria de saúde.

A proposta do Ministério da Saúde foi feita depois do pré-acordo alcançado na terça-feira entre o Governo central e o executivo da Comunidade de Madrid para estabelecer critérios comuns para toda a Espanha nos territórios mais afetados pela pandemia.

O Governo central e o executivo regional da capital espanhola, a mais atingida pela pandemia, têm estado num braço de ferro sobre as medidas a implementar.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão de mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 1.971 em Portugal.

Na Europa, o maior número de vítimas mortais regista-se no Reino Unido (42.143 mortos, mais de 453 mil casos), seguindo-se Itália (35.894 mortos, mais de 314 mil casos), França (31.893 mortos, mais de 550 mil casos) e Espanha (31.614 mortos, mais de 758 mil casos).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório