Meteorologia

  • 10 ABRIL 2021
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 18º

Edição

Nova manifestação na Argélia contra a repressão do movimento 'Hirak'

Os protestos antirregime regressaram hoje à Argélia com manifestantes a concentrarem-se frente a um tribunal da Cabília (nordeste), apesar da pandemia de covid-19, para exigir a libertação de um ativista, segundo vídeos difundidos nas redes sociais.

Nova manifestação na Argélia contra a repressão do movimento 'Hirak'
Notícias ao Minuto

20:55 - 13/05/20 por Lusa

Mundo Argélia

Esta concentração em Béjaia surgiu pouco após uma manifestação semelhante no domingo em Tizi Ouzou, outra cidade da Cabília, e quando as mobilizações do 'Hirak' estão suspensas devido à crise sanitária.

Desde março que estão proibidas as concentrações de pessoas, sejam de caráter político, religioso, cultural ou desportivo, no âmbito das medidas para evitar a propagação do novo coronavírus.

"Libertação dos reféns", "Abaixo o regime, são ilegítimos", ecoaram algumas dezenas de manifestantes junto do tribunal de Béjaia, segundo os vídeos difundidos nas redes sociais.

Na maioria com máscaras de proteção, os ativistas exibiam cartazes de apoio ao militante do 'Hirak', Malek Berdache, em prisão preventiva desde 06 de maio, indicou o Comité Nacional para a Libertação dos Detidos (CNLD), uma associação de solidariedade.

Segundo o CNLD, Berdache deveria ser julgado hoje, precisou a agência noticiosa AFP.

No domingo, apesar da proibição de manifestações, centenas de pessoas desfilaram na região rural de Tizi Gheniff, perto de Tizi Ouzou. Denunciaram a convocação pela polícia de cinco jovens opositores, de acordo com as imagens de redes sociais.

Perante o aumento das detenções e convocatórias pela polícia, as mobilizações esporádicas estão a multiplicar-se no interior do país, segundo as publicações nas redes sociais.

Desde o início da pandemia no início de março e a interrupção forçada das manifestações do 'Hirak', o movimento antirregime que se prolongou durante mais de um ano, cidadãos e organizações de defesa dos direitos humanos têm denunciado a contínua repressão contra os opositores políticos, jornalistas e media independentes, apesar dos riscos sanitários, e ainda contra jovens que colocam as suas opiniões na rede social Facebook.

A Argélia regista oficialmente até ao momento mais de 6.250 casos de contaminação e 522 mortes devido à covid-19.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 292 mil mortos e infetou mais de 4,2 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de 1,4 milhões de doentes foram considerados curados.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório