Meteorologia

  • 21 FEVEREIRO 2020
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 21º

Edição

COP25: "Sou apenas uma ativista, sou apenas uma peça", diz Greta

A jovem ativista Greta Thunberg respondeu às perguntas dos jornalistas na Cimeira COP 25, que decorre até ao próximo dia 13 em Madrid.

COP25: "Sou apenas uma ativista, sou apenas uma peça", diz Greta

Greta Thunberg está em Madrid a participar na Cimeira do Clima COP 25 e, em resposta às questões dos jornalistas durante um painel, a jovem ativista sueca referiu que "é claro" que não lhe devem dar mais ouvidos do que a outras pessoas: "Sou apenas uma ativista, sou apenas uma peça. Precisamos de mais ativistas"

"Não me devem ouvir mais a mim do que a outras pessoas e é muito importante ouvir os outros. Façam perguntas também aos outros [que estão aqui] não só a mim", disse Thunberg, referindo-se aos outros jovens que estavam inseridos no mesmo debate.

Questionada sobre a crise social no Chile, onde o povo sai à rua para reclamar direitos ambientais na nova constituição, a ativista sueca respondeu pensar que "é muito importante incluirmos justiça ambiental quando falamos de justiça social". "Tem de ser incluída", reiterou.

Quanto à confiança que tem nos líderes globais e ao destaque que tem tido - especialmente desde que atracou em Lisboa - Greta reiterou que espera que a COP25 "leve a algo concreto e a um aumento da consciencialização". "Espero que quem está no poder entenda a urgência desta crise porque ainda não entenderam. Estamos a fazer os possíveis para que não ignorem mais isto". 

Já sobre críticas que recebeu por parte de diversas figuras políticas, a ativista referiu que "parece que há pessoas que querem que as coisas fiquem como estão e mudança é o que trazemos. Por isso estão a tentar silenciar-nos. Penso que tentam porque não querem abdicar da ganância. É importante que se perceba que as vidas são mais importantes que o dinheiro". 

"Já conseguimos muito mas, se virmos isto de um determinado ponto de vista, não conseguimos nada", concluiu"É impossível saber como vai estar o mundo daqui a dez anos e isso é um grande desafio. Podemos prever mas não sabemos. Temos de resolver os problemas à medida que surgirem", acrescentando que "não nos podemos dar ao luxo de ter mais um dia sem ações reais. Esta cimeira não deve ser ignorada porque devemos aproveitar todas as oportunidades"

Sobre o facto de liderar um movimento mundial e o que este já conseguiu alcançar, Greta foi perentória: "Penso que conseguimos muito. Consciencializámos o publico e criámos opinião e isso é um passo muito importante na direção certa. Mas não chega. As emissões de CO2 estão a aumentar. Não há aqui uma vitória porque queremos ver ações e não têm existido ações concretas".

De lembrar que Greta Thunberg chegou esta terça-feira a Lisboa, após uma viagem de 21 dias de catamarã a cruzar o Atlântico. Esta quinta-feira à noite, a jovem ativista sueca apanhou o comboio noturno para Madrid, onde chegou na manhã desta sexta-feira, para participar na Cimeira. 

Esta tarde, na capital espanhola, vai ter lugar uma Marcha pelo Clima onde mais de 100 mil pessoas são esperadas nas ruas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório