Meteorologia

  • 08 DEZEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 17º

Edição

Cenário de guerra em Hong Kong com flechas e canhões de água

A polícia invadiu o campus universitário para dispersar os estudantes que ali se encontravam barricados há vários dias como forma de protesto. Jovens temem ser detidos e enviados para a China.

As forças de segurança invadiram, na madrugada desta segunda-feira, o campus da Universidade Politécnica de Hong Kong para dispersar as centenas de ativistas que, há vários dias, ali se encontram em protesto.

A polícia deu um ultimato aos ativistas barricados na universidade, mas, ao não obter resposta, entrou no campus munido de gás lacrimógeneo e canhões de água. Nesta senda, os manifestantes responderam com cocktails molotov e arcos e flechas, deixando um agente da autoridade ferido.

Apesar da iniciativa policial, o sindidato de estudantes da Universidade garante que, cerca de 500 ativistas, continuam no interior das instalações universitárias, alguns gravemente feridos.

Segundo disse à imprensa local Ken Woo, presidente do sindicato, as condições no interior do campus estão a deteriorar-se com muitos manifestantes em situação de hipotermia devido aos canhões de água disparados pela polícia.

As imagens acima mostram o caos que se viveu durante a noite em Hong Kong, em mais um episódio dos protestos que duram há já cinco meses.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório