Meteorologia

  • 10 DEZEMBRO 2019
Tempo
10º
MIN 7º MÁX 15º

Edição

Sánchez e Iglesias fecham pré-acordo para governo de coligação

Os líderes do PSOE e do Unidas Podemos estão reunidos no congresso espanhol.

Sánchez e Iglesias fecham pré-acordo para governo de coligação
Notícias ao Minuto

12:39 - 12/11/19 por Fábio Nunes 

Mundo Eleições Espanha

O primeiro-ministro e líder do PSOE Pedro Sánchez e Pablo Iglesias, o líder do Unidas Podemos, terão chegado a um pré-acordo para um governo de coligação, avança o El País, que está a citar fontes dos socialistas espanhóis. Sánchez e Iglesias estiveram em conversações durante a noite passada e terão fechado nessa altura um pré-acordo. Nessas negociações também estiveram presente Adriana Lastras, do PSOE, e Irene Montero, do Podemos.

O jornal adianta ainda que Pablo Iglesias vai assumir a segunda vice-presidência do governo espanhol, atrás de Nadia Calviño, que será a primeira vice-presidente do executivo de Sánchez

Alberto Garzón, líder do Izquierda Unida, com o qual o Podemos se coligou, confirmou via Twitter o desfecho que está a ser avançado pelos meios de informação em Espanha.

 

"Alcançámos um acordo para um governo de coligação entre o Unidas Podemos e o PSOE. Hoje é um dia de celebração", afirmou. Garzón

Depois das eleições de abril e de seis meses de negociações entre os dois partidos que não serviram para desbloquear o impasse político em Espanha, Pedro Sánchez e Pablo Iglesias compreenderam as mensagens dos eleitores espanhóis nas eleições deste domingo e em 48 horas resolveram o impasse. 

Os contactos entre os dois líderes começaram na noite desta segunda-feira e foram pautados pela descrição. O PSOE só anunciou no final da manhã desta terça-feira a reunião entre Sánchez e Iglesias

O pacto que vai ser firmado entre PSOE e Unidas Podemos deverá contemplar contactos com outras forças políticas que no ano passado apoiaram a moção de censura contra Mariano Rajoy

Numa reação a este pré-acordo, Íñigo Errejón, líder do Más Páis, mostrou-se satisfeito com o pacto e indicou que vai apoiar a investidura de Pedro Sánchez

"Os espanhóis deram uma segunda oportunidade a um governo progressista para fazer um país mais justo. Há que cumprir com esse mandato. Saudamos o pré-acordo e trabalharemos para que some maioria", escreveu no Twitter Errejón

[Notícia atualizada às 13h17]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório