Meteorologia

  • 15 JUNHO 2019
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 17º

Edição

Artista de circo atacado por leão durante espetáculo

O ataque deixou o treinador com ferimentos nos braços, pernas e costas.

Um treinador de leões sobreviveu por pouco depois de ter sido atacado por um leão de circo durante um espetáculo na região separatista do leste da Ucrânia, Lugansk. O egípcio Hamada Kouta, de 32 anos, foi atirado ao chão por um dos seus dois leões e acabou por ficar com ferimentos nas costas, cicatrizes nas pernas e marcas de dentes nos braços.

Nas imagens captadas por um elemento do público pode ver-se o artista circense a levantar-se depois de lutar com o animal para o afastar.

Em declarações ao Mirror, uma mãe que assistia ao espetáculo com os dois filhos explicou que o seu "coração parou quando o leão se atirou ao treinador".

Já Hamada, que tem anos de experiência a trabalhar em circos russos, recordou o momento do ataque potencialmente fatal dizendo que chamou um dos leões "e o segundo atacou pela frente". "Parei-o no meio da arena, acalmei-o, mas ele recusou-se a voltar para a sua posição. Recuei, embati num banco atrás de mim e caí. O leão saltou-me para cima e mordeu-me - mas graças a Deus não no pescoço", disse.

O ataque deixou o domador com um ferimento de mais de 3 cm nas costas, cicatrizes e marcas de dentes nos braços e pernas.

Segundo o homem, que trata os seus dois leões como se fossem seus filhos, os animais estavam irrequietos porque tinham sido obrigados a atuar mais cedo do que o previsto logo após chegarem a um novo local.

"Quando um animal ataca um treinador, é 99% erro do treinador", explicou, acrescentando: "Conheço-os e confio mais neles do que nas pessoas".

Os circos itinerantes foram banidos recentemente da capital da Ucrânia, mas Lugansk está fora do domínio do governo ucraniano.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório