Meteorologia

  • 17 JANEIRO 2019
Tempo
MIN 7º MÁX 8º

Edição

Doente em morte cerebral acorda depois de médicos desligarem máquinas

Homem continua a ser acompanhado diariamente pelos médicos.

T. Scott Marr, de 61 anos, foi encontrado inconsciente no dia 12 de dezembro na sua casa no Nebraska, EUA, e transportado para o hospital, onde foi diagnosticado com um derrame cerebral.

Esteve desde então ligado às máquinas de suporte de vida até que os médicos, após diagnosticarem um inchaço no crânio, concluíram que este acabaria por sofrer uma morte cerebral.

A família, que sempre disse que ele não queria que o vissem em estado vegetativo, decidiu então desligar as máquinas.

Nos momentos que se seguiram, a família manteve-se a seu lado, despedindo-se assim de T. Scott, altura em que o pai de quatro filhos começou a reagir, mexendo os polegares.

Os médicos viriam a descobrir que o homem sofria do síndrome da encefalopatia reversível posterior, uma alteração clínica-radiológica caracterizada como cefaleia, convulsão, alteração visual e do estado mental,  mas que normalmente não causa o inchaço que Scott apresentava.

O homem já teve alta, mas continua a ser acompanhado diariamente pelos médicos, segundo os quais há ainda muitas capacidades que têm de ser recuperadas dado que o cérebro do homem passou por um grande impacto.

Scott já agradeceu o apoio de todos os que lhe enviaram mensagens de força (ver no vídeo acima), e afirma que embora não queira tornar a situação em algo religioso, vê-se obrigado a afirmar que foi salvo por "um milagre".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório