Meteorologia

  • 18 AGOSTO 2018
Tempo
32º
MIN 31º MÁX 33º

Edição

O que são hidratos de carbono e como interferem com a saúde

Os hidratos de carbono são essenciais para o fornecimento de energia, contudo, um consumo excessivo (ou desadequado) pode dar origem a uma resistência à insulina, que contribui para problemas cardiovasculares e Diabetes tipo 2.

Notícias ao Minuto

12:42 - 12/01/16 por Notícias Ao Minuto 

Lifestyle Nutrição

Antes de mais, o que são hidratos de carbono? São macronutrientes cuja principal função é fornecer energia ao organismo. São ainda a categoria nutricional para açúcares e os responsáveis pelas moléculas que o corpo ‘quebra’ para ter açúcar.

Como revela o vídeo acima, do YouTube TED-Ed, os hidratos de carbono possuem duas vertentes: os simples (de absorção rápida) que são compostos por cadeias muito pequenas que rapidamente são absorvidas e os complexos (de absorção lenta), que se compõe por cadeias mais longas e mais morosas para digerir – oferecendo energia durante mais tempo.

Para uma explicação mais científica, o vídeo descreve os tipos de componentes dos hidratos de carbono. Os monossacarídeos (com uma molécula) e os dissacarídeos (com duas moléculas) dizem respeito aos hidratos simples, enquanto os oligossacáridos (três a dez moléculas) e os polissacarídeos (mais de dez moléculas) compõem os hidratos de carbono complexos.

Mas, o que são as moléculas? São os açúcares simples como a glicose, frutose e galactose (no caso dos monossacarídeos) que, quando unidos entre si, dão origem aos dissacarídeos – lactose (galactose com glicose), maltose (duas moléculas de glicose) e sucrose (frutose com glicose). A junção de monossacarídeos em maiores quantidades dá origem aos componentes dos oligossacáridos e polissacarídeos (hidratos de carbono complexos).

Definições, à parte, há que entender que, embora os hidratos de carbono sejam fundamentais para o bom funcionamento do organismo, é importante ter atenção ao tipo de absorção e ao hidrato de carbono em si.

Os refrigerantes e o pão branco, por exemplo, possuem um índice glicémico elevado, ou seja, fazem crescer os níveis de açúcar no sangue, algo que condiciona a saúde, principalmente quando são ingeridos regularmente.

O contrário acontece quando se ingerem alimentos ricos em fibra, como as frutas, hortaliças, legumes e grãos integrais, explica o médico Richard J. Wood. Estes alimentos regulam e equilibram os níveis de açúcar no sangue, não colocando a pessoa à mercê do aparecimento de doenças como a Diabetes tipo 2. 

E quanto ao consumo de hidratos, não é apenas necessário ter em conta a quantidade. A qualidade é muito importante e as opções menos saudáveis – como os refinados e processados – podem dar origem a uma condição chamada resistência à insulina, que pode ser a principal causa da Síndrome Metabólica, que inclui sintomas como: elevados níveis de açúcar no sangue, aumento de peso, acumulação de gordura e pressão arterial elevada. Conjugados, estes fatores podem levar a problemas cardiovasculares e, mais uma vez, à Diabetes tipo 2.

Concluindo, e tal como refere o vídeo, açúcar é açúcar e demasiados hidratos de carbono podem ser um problema. A escolha das versões naturais e integrais é a mais acertada e a que menos pesa na saúde, mas, claro, é preciso ter peso e medida.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.