Meteorologia

  • 24 ABRIL 2024
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 24º

Cuidado! Estudo revela os perigos dos alimentos ultraprocessados

Investigadores encontraram uma ligação entre este tipo de alimentos e doenças cardíacas, diabetes, assim como perturbações mentais e morte prematura.

Cuidado! Estudo revela os perigos dos alimentos ultraprocessados
Notícias ao Minuto

16:30 - 29/02/24 por Notícias ao Minuto

Lifestyle Saúde

Segundo uma nova revisão de 45 meta-análises feitas ao longo dos últimos três anos, onde participaram quase 10 milhões de pessoas, o consumo de alimentos ultraprocessados foi associado a 32 efeitos nocivos para a saúde, incluindo um maior risco de doenças cardíacas, cancro, diabetes de tipo 2, assim como problemas de saúde mental e morte prematura.

Esta análise, uma das mais importantes nos últimos anos, envolveu peritos de múltiplas instituições como a Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health, nos Estados Unidos, a Universidade de Sydney e a Universidade Sorbonne, em França. 

Leia Também: 'Mate' a fome e elimine a gordura indesejada com estes três snacks

Então, "no geral, foram encontradas associações diretas entre a exposição a alimentos ultraprocessados e 32 parâmetros de saúde que abrangem a mortalidade, o cancro e os resultados de saúde mental, respiratória, cardiovascular, gastrointestinal e metabólica", explicam os investigadores na publicação. 

Para além disso, concluíram que "uma maior exposição a este tipo de alimentos foi associada a um maior risco de resultados adversos para a saúde, especialmente cardiometabólicos, perturbações mentais comuns e resultados de mortalidade". 

Resultados mais específicos mostram que uma maior ingestão de alimentos ultraprocessados estava "associada a um aumento de cerca de 50% do risco de morte relacionada com doenças cardiovasculares, um risco 48 a 53% superior de ansiedade e perturbações mentais comuns e um risco 12% superior de diabetes tipo 2".

Leia Também: Os hábitos alimentares que só estão a fazer mal ao seu coração

Revelam ainda que uma maior ingestão destes alimentos estava "associada a um risco 21% maior de morte por qualquer causa, um risco 40 a 66% maior de morte relacionada com doenças cardíacas, obesidade, diabetes tipo 2 e distúrbios de sono, e um risco 22% maior de depressão".

Caso não saiba, o termo alimentos ultraprocessados refere-se aos produtos de pastelaria e aos snacks embalados, assim como a bebidas gaseificadas, os cereais açucarados e as refeições prontas a consumir. Porquê? Todos são submetidos a múltiplos processos industriais e contêm geralmente corantes, emulsionantes, aromatizantes e outros aditivos. Tendem ainda a "ser ricos em açúcar, gordura e/ou sal adicionados, mas são pobres em vitaminas e fibras". 

Leia Também: Sete alternativas à farinha de trigo - saudáveis e sem glúten

Recomendados para si

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório