Meteorologia

  • 22 FEVEREIRO 2024
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 17º

Botulismo. O que é? Que sintomas causa?

Depois do alerta da Organização Mundial, sobre o surto de botulismo, em França, muitos ficaram em alerta. Por isso, leia com atenção, e saiba o que causa esta condição, assim como os sintomas mais comuns.

Botulismo. O que é? Que sintomas causa?
Notícias ao Minuto

08:17 - 21/09/23 por Notícias ao Minuto

Lifestyle Saúde

Recentemente, a Organização Mundial de Saúde (OMS), alertou para um surto de botulismo que já causou uma morte, em França, realçando que podem ser diagnosticadas mais infeções, incluindo entre turistas. O que é? Que sintomas causa? 

Leia Também: Médica explica tudo o que os pais devem saber acerca da varicela

O que é?

De acordo com a Mayo Clinic, uma organização sem fins lucrativos focada na prática clínica, na educação e na investigação, trata-se de uma condição rara causada por uma toxina que ataca os nervos do corpo. 

Normalmente, a condição está associada com um tipo de bactéria - chamada Clostridium botulinum - e que produz a toxina. Em alguns casos, o botulismo resulta da contaminação de alimentos e, aliás, foi isto que aconteceu em Bordéus, onde a origem da infeção são as "sardinhas consumidas num restaurante", entre 4 e 10 de setembro, segundo as autoridades de saúde francesa.

Mais especificamente, existem três formas de botulismo, no de origem alimentar as bactérias nocivas desenvolvem-se e produzem a toxina em ambientes com pouco oxigénio, como é o caso dos alimentos enlatados em casa, exemplifica a Mayo Clinic. 

Leia Também: Toxinfeções alimentares. O que são? Que sintomas causam?

Muitas vezes, acontece em feridas, ou seja, se estas bactérias entrarem num corte, são capazes de causar uma infeção perigosa que produz a toxina. Existe ainda uma última forma, o botulismo infantil, trata-se da mais genérica e "começa quando os esporos da bactéria C. botulinum crescem no trato intestinal do bebé". Normalmente, ocorre em bebés entre os dois e os oito meses de idade, mas, em casos raros, esta forma de botulismo também afeta os adultos.

Importa ainda mencionar que, ocasionalmente, o botulismo ocorre quando "é injetada demasiada toxina botulínica por razões estéticas ou médicas". Trata-se de algo ainda mais raro e chamado de botulismo iatrogénico - termo usado para definir "uma doença causada por um exame ou tratamento médico". Outra forma rara de botulismo resulta da inalação de toxinas, algo que pode acontecer em casos de bioterrorismo, explica a organização sem fins lucrativos. 

Todas as formas de botulismo são graves, em alguns casos, fatais e devem ser considerados emergências médicas. 

Leia Também: O que acontece quando não lava a esponja de maquilhagem? Veja o vídeo

Que sintomas causa? 

Segundo a Mayo Clinic também os sintomas variam de acordo com a origem da infeção. Quando está associada a alimentos, começam 12 a 36 horas depois de a toxina ter entrado no corpo, mas tudo depende da quantidade consumida. A lista de sintomas, neste caso, inclui dificuldade em engolir ou falar; boca seca; fraqueza facial em ambos os lados do rosto; visão turva ou dupla; pálpebras caídas; dificuldade em respirar; náuseas, vómitos e cãibras no estômago; e paralisia. 

Em feridas, os sintomas começam cerca de 10 dias após a entrada da toxina, no organismo, e causa dificuldade em engolir ou falar; fraqueza facial em ambos os lados do rosto; visão turva ou dupla; pálpebras caídas; dificuldade em respirar; e paralisia. Além disto, em alguns casos, provoca febre. 

Por último, o botulismo infantil manifesta-se 18 a 36 horas depois de a toxina entrar no corpo do bebé. Entre os sintomas mais comuns estão prisão de ventre; movimentos descaídos devido a fraqueza muscular e dificuldade em controlar a cabeça; choro fraco; irritabilidade; pálpebras caídas; cansaço; problemas de sucção ou alimentação; e paralisia.

Leia Também: Bactéria pode ajudar na erradicação da malária, diz estudo

Tratamento 

Dependendo da causa, existem alguns tratamentos muito utilizados, explica a Cleveland Clinic, centro médico académico sem fins lucrativos. Aliás, o tratamento mais comum, envolve um medicamento chamado antitoxina que bloqueia a atividade da toxina na sua corrente sanguínea, impede que cause mais danos, mas não cura os que já foi danificado. Pode ser necessário ficar no hospital durante semanas ou meses.

Alguns pacientes com falta de ar grave requerem a ajuda de um ventilador para respirar. Já nos casos de botulismo associado com feridas pode ser necessária uma cirurgiã para remover a parte infetada. Normalmente depois da intervenção são prescritos antibióticos. 

Leia Também: Para evitar bactérias, guarde e limpe a escova de dentes desta forma

Recomendados para si

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório