Meteorologia

  • 28 JANEIRO 2023
Tempo
MIN 4º MÁX 11º

Obesidade. Médica esclarece mitos relacionados com esta doença crónica

Com o objetivo de desmistificar esta doença crónica, entendê-la melhor, perceber quando precisamos de pedir ajuda médica, e começar o ano novo com um novo olhar sobre a mesma, Margarida Santos, médica de medicina geral e familiar e apresentadora do podcast 'A Verdade Sobre o Peso', assina este artigo de opinião.

Obesidade. Médica esclarece mitos relacionados com esta doença crónica
Notícias ao Minuto

22:00 - 28/11/22 por Notícias ao Minuto

Lifestyle Artigo de opinião

Estamos finalmente numa das melhores alturas do ano, a de reunir a família e celebrar o Natal e início de um novo ano. É frequente estabelecer grandes objetivos para o ano que se aproxima, assim como aproveitar a época natalícia para sermos mais tolerantes e empáticos com quem nos rodeia. Por isso mesmo, é altura certa para falar sobre obesidade e acerca dos mitos que tem associados.

A obesidade é uma doença crónica complexa, na qual existe um excesso de gordura corporal com um impacto negativo na saúde. Tradicionalmente vista como fator de risco e não doença, a Organização Mundial da Saúde (OMS) já a reconhece como doença crónica, tal como a hipertensão, a diabetes ou a dislipidemia, aumentando o risco de complicações médicas a longo prazo, com diminuição da esperança média de vida. É também uma doença altamente prevalente em Portugal, desde crianças a idosos. 

Leia Também: Números não mentem. Quase metade dos portugueses tem diabetes sem saber

Apesar de tão prevalente, ainda existem muitos conceitos pouco compreendidos pela população em geral. É frequente associar a obesidade a uma narrativa de culpa e autorresponsabilização, achando muitas vezes que quem tem obesidade poderia facilmente mudar o curso da doença se "comesse menos e fizesse mais exercício". Contudo, cada vez mais sabemos que a obesidade não resulta apenas de fatores comportamentais. Apesar da inegável importância da alimentação e exercício, as causas da obesidade são complexas, e podem incluir causas genéticas, biológicas, hormonais, entre outras. Assim, é importante retirar a culpa de quem vive com obesidade, promovendo o diálogo e facilitando um pedido de ajuda médica para o tratamento desta doença crónica.  Notícias ao Minuto A médica de medicina geral apresenta o podcast 'A Verdade Sobre o Peso'© Margarida Santos

Especialmente nesta época natalícia, é importante reforçar a importância de uma relação saudável com a comida, evitando grandes excessos, mas também grandes restrições, já que o equilíbrio é essencial para um estilo de vida saudável e sustentável a longo prazo. 

Para além da obesidade nos adultos, vale a pena relembrar que a obesidade infantil tem vindo a aumentar nos últimos anos, facto que nos deve preocupar, já que sabemos que é uma doença crónica que pode ter um impacto negativo na saúde física e mental. É importante garantir que temos os recursos disponíveis para ajudar quem vive com obesidade em qualquer fase da vida, relembrando que gerir a obesidade é prevenir muitas outras doenças com impacto na qualidade e esperança média de vida. Prevenir a obesidade infantil é também reduzir o risco de bullying na escola e outras complicações no futuro

Não esquecendo a importância da prevenção, é também importante desconstruir os vários mitos associados às dietas de emagrecimento, especialmente nesta altura em que com o novo ano, surgem também várias dietas "detox" ou associadas a uma grande restrição. Dietas com muito baixo aporte calórico, são habitualmente pouco sustentáveis a longo prazo, contribuindo muitas vezes para um aumento de comportamentos de compulsão alimentar no futuro. Assim, a evicção excessiva de hidratos de carbono, ou dietas muito restritivas não são ideais. O melhor, será optar por alterações exequíveis, sustentáveis, e que sejam compatíveis com o estilo de vida de cada indivíduo - incluindo eventos sociais, horário de trabalho, ambiente familiar, etc.  

Por fim, esta é uma época em que a oportunidade de reunir a família e estabelecer novos objetivos deve contribuir para a promoção da saúde física e mental. Assim, estabelecer objetivos realistas, incluindo pedir ajuda sempre que necessário, é essencial. A obesidade é uma doença crónica e multifatorial, pelo que o apoio médico é fundamental para poder ser gerida. O apoio certo, na altura certa, faz toda a diferença.

Leia Também: A mudança ao pequeno-almoço que diminui as hipóteses de ter obesidade

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório