Meteorologia

  • 28 SETEMBRO 2022
Tempo
23º
MIN 16º MÁX 23º

Covid longa desenvolve-se mais em desempregados, sugerem novos dados

Que fenómeno é este? Entenda aqui.

Covid longa desenvolve-se mais em desempregados, sugerem novos dados
Notícias ao Minuto

08:34 - 08/08/22 por Notícias ao Minuto

Lifestyle Covid-19

Além de diabéticos tipo 2, imunossuprimidos e portadores do vírus Epstein-Barr, os desempregados também podem estar na lista dos indivíduos pré-dispostos a desenvolver a chamada Covid longa, como demonstra um relatório britânico, que sugere que aqueles que estão atualmente sem emprego estão em maior risco.

Dados do instituto de estatísticas Office for National Statistics (ONS) do Reino Unido mostram que uma em cada 20 britânicos desempregadas desenvolveu Covid longa, sendo que este estudo não incluiu reformados e estudantes. Já entre as pessoas com uma ocupação, no entanto, a proporção é de um para cada 30.

Leia Também: Fármaco usado durante anos pode ser esperança na cura da Covid longa

Entre os inquiridos, 70% alegam incapacidade para realizar atividades diárias. A fadiga é a manifestação mais comum da condição, seguindo-se a falta de ar, perda de olfato e dores no corpo.

Neste momento, a ONS estima que 1,8 milhões de pessoas padeçam de Covid longa no Reino Unido. O instituto recolheu dados durante as quatro semanas de junho e teve em conta as respostas de 220 mil pessoas. 

No entanto, os números são contestados por outros especialistas. O principal argumento é que sintomas como dores de cabeça e fadiga podem estar relacionados com outras situações para além da Covid-19. Outra possível explicação é que mais pessoas ficaram desempregadas no período em análise.

Leia Também: Queda de cabelo, falta de desejo sexual e outros sintomas de Covid longa

A Covid longa, recorde-se, acontece quando os sintomas da doença se prolongam no tempo. A fadiga, falta de ar, tosse, dores musculares ou perda de olfato e paladar prolongados são alguns dos sintomas mais comuns.

Leia Também: Estas pessoas estão em sério risco de ter Covid longa. Falamos de si?

O que fazer se apresentar sintomas de Covid-19:

Mantenha a calma e evite deslocar-se aos hospitais. Fique em casa e ligue para o SNS 24 (808 24 24 24). Escolha a opção 1 (para outros sintomas deve escolher a opção 2) ou 112 se for emergência médica. Siga todas as orientações dadas e evite estar próximo de pessoas, mantendo uma distância de, pelo menos, dois metros.

Leia Também: Covid grave. As pessoas que menos têm de preocupar-se

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório