Meteorologia

  • 09 AGOSTO 2022
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 31º

Ver menos televisão pode reduzir risco de doenças cardíacas coronárias

Quanto maior a quantidade de televisão assistida, maior o risco de desenvolver doença cardíaca coronária, relata um novo estudo.

Ver menos televisão pode reduzir risco de doenças cardíacas coronárias

Mais de um em cada 10 casos de doenças cardíacas coronárias poderiam ser evitados se as pessoas reduzissem o tempo que passam a ver televisão para menos de uma hora por dia, segundo um novo estudo da Universidade de Hong Kong.

A doença cardíaca coronária ocorre quando gordura se acumula dentro das artérias coronárias, fazendo com que estas se estreitem e reduzindo o fluxo de sangue do coração. De acordo com estes investigadores, reduzir o tempo gasto em frente de uma televisão pode diminuir o risco de desenvolver a doença.

“Reduzir o tempo gasto a ver televisão deve ser reconhecido como um alvo comportamental fundamental para a prevenção de doenças coronarianas, independentemente da suscetibilidade genética e dos marcadores de risco tradicionais”, diz Youngwon Kim, professor assistente da Universidade de Hong Kong e autor deste estudo citado pelo jornal britânico The Guardian.

Num artigo publicado pela revista BMC Medicine, Kim e os seus colegas contam que usaram dados de 373.026 britânicos de etnia branca com idades entre 40 e 69 anos que faziam parte de uma amostra conhecida como estudo do UK Biobank.

Nenhum dos participantes do estudo tinha doença cardíaca coronária ou tinha sofrido um acidente vascular cerebral na altura em que foram selecionados. No entanto, os investigadores encontraram 9.185 casos da doença nos participantes.

O estudo sugere que – após de considerem o risco genético de doença coronária, calculado para cada participante, bem como fatores como o índice de massa corporal, idade, sexo, tabagismo, dieta, quantidade de atividade física e nível de privação – quanto maior a quantidade de televisão assistida, maior o risco de desenvolver doença cardíaca coronária.

Comparado com pessoas que assistiam quatro ou mais horas de televisão por dia, aqueles que assistiam uma hora ou menos tinham um risco 16% menor de desenvolver doença coronária, enquanto que aqueles que assistiram duas a três horas por dia o risco foi 6% menor.

Os investigadores relatam que a tendência se manteve em todas as idades e todos os níveis de risco genético – embora aqueles com maior risco genético de doença coronária tenham maior risco de desenvolver a doença.

Assim, assumindo que assistir a televisão está na base do aumento do risco de doença cardíaca coronária – algo que é impossível provar a 100% – o estudo estima que cerca de 11% dos casos de doença cardíaca coronária poderiam ser evitados se as pessoas reduzissem as horas passadas a ver televisão para menos de uma hora por dia, mesmo depois de contabilizar o risco genético e outros fatores.

Leia Também: SIM preocupado com falta de investimento na ULS da Guarda

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório