Meteorologia

  • 24 MAIO 2022
Tempo
19º
MIN 14º MÁX 20º

As principais causas (algumas graves) das dores menstruais severas

É sabido que a menstruação provoca dor, o que para algumas mulheres soluciona-se com alguns analgésicos, mas para outras a dor é de tal forma intensa que são incapazes de se levantarem da cama ou saírem de casa.  A INTIMINA explica as causas.

As principais causas (algumas graves) das dores menstruais severas
Notícias ao Minuto

17:00 - 13/05/22 por Notícias ao Minuto

Lifestyle Menstruação

Espanha pode tornar-se o primeiro país da Europa a aprovar uma lei que concede a mulheres que sofrem de fortes dores menstruais o direito de solicitar uma baixa de até três dias e a obrigação de centros educacionais garantirem produtos higiénicos necessários durante a menstruação. A medida faz parte de um projeto de lei que será encaminhado ao executivo espanhol para aprovação na próxima terça-feira, 17 de maio.

No país vizinho, o acesso gratuito a esses produtos, por parte das mulheres presas ou em risco de exclusão social, e a eliminação do IVA para determinados artigos de saúde feminina estão também em cima da mesa.

"É fundamental que todas as mulheres saibam mais sobre dores menstruais severas e consigam ouvir o seu corpo. Nenhuma mulher tem de tolerar desconforto ou sofrer em silêncio. Falar com o médico é o passo principal a ser dado", sublinha a INTIMINA em comunicado.

Com isto em mente, a marca sueca reforça a importância da discussão em torno do tema da dor menstrual e do impacto que tem na vida das mulheres, enumerando alguns dos principais tipos de dor menstrual.

Tipos de dor menstrual

O termo médico para cólicas menstruais é dismenorreia, e na verdade existem dois tipos:

Adismenorreia primária é o nome das cólicas menstruais 'comuns' que a maioria das mulheres sente na parte inferior do abdômen ou nas costas. Podem ser leves ou dolorosas e geralmente começam antes ou no início do período e continuam até três dias. 

Adismenorreia secundária é muito mais dolorosa e um pouco mais preocupante, porque é causada por um distúrbio nos órgãos reprodutivos.

O que causa dor severa?

Endometriose

A endometriose é uma condição na qual o tecido que reveste o interior do útero (o endométrio) é encontrado fora dele, geralmente nos ovários, no tecido que reveste a pelve. É uma dor incapacitante que se sente antes, durante ou após a menstruação, durante o sexo, ao defecar ou ao urinar, mas há mulheres que apresentam outros tipos de sintomas, como sangramento intenso, fadiga e desconforto gastrointestinal. Diagnosticar a endometriose é bastante difícil e pode levar vários anos, pois muitas mulheres e os seus médicos veem os sintomas como menstruação normal ou confundem com outra condição médica.

Infelizmente, não há cura definitiva para a endometriose. A gravidez ou a histerectomia podem aliviar os sintomas, mas nem sempre erradicam a doença. No entanto, os sintomas podem ser tratados com analgésicos ou terapia hormonal. A cirurgia laparoscópica pode remover o excesso de tecido, mas também não é uma solução permanente e deve ser feita como último recurso.

Síndrome dos ovários poliquísticos (SOP)

Ocorre quando há um desequilíbrio dos níveis de estrogênio e progesterona e quistos se desenvolvem nos ovários. Os sintomas comuns incluem períodos irregulares (que podem ser longos e menos de 8 ciclos menstruais num ano), excesso de pelos faciais e corporais ou acne adulta, causada pelo excesso de hormonas masculinas e ovários poliquísticos.

No entanto, a maioria das mulheres com esses sintomas só procura aconselhamento médico quando sentem fortes dores menstruais ou dificuldade em engravidar. Na verdade, a SOP é uma das principais causas de infertilidade feminina. Embora não haja cura, com a acompanhamento médico é possível efetuar tratamento que ajudem no processo de engravidar.

Miomas

São crescimentos não cancerosos no útero que geralmente aparecem durante os anos reprodutivos. Podem variar de tamanho e forma e, às vezes, diminuem ou desaparecem por conta própria. Estima-se que até 75% das mulheres terão miomas em algum momento das suas vidas.

Os sintomas comuns incluem períodos menstruais intensos ou prolongados, micção frequente, constipação, dor intensa ou dor nas costas. Os miomas também estão associados à dor durante a relação sexual e à dificuldade em esvaziar a bexiga. Existem muitas opções de tratamento disponíveis, desde a implantação de um DIU até uma pequena cirurgia, daí a importância de conversar sempre com o médico.

Doença inflamatória pélvica (DIP)

Embora a dor intensa nem sempre seja um sintoma, a DIP pode ser extremamente perigosa e até mortal. DIP é uma infeção dos órgãos reprodutivos causada por diferentes tipos de bactérias, incluindo gonorreia e clamídia.

Os sintomas incluem dor leve no abdômen superior e inferior, dor durante o sexo ou micção, menstruação irregular, aumento do corrimento vaginal e febre. Um pico de dor intensa e aguda, vômito, febre alta ou desmaio, são igualmente motivos para entrar imediatamente em contato com o médico.

Leia Também: Podemos falar de menstruação?  

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório