Meteorologia

  • 25 SETEMBRO 2021
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

Rir faz bem à saúde e melhora relacionamentos, a ciência explica

Estudos revelam que rir está associado ao nosso bem-estar físico, emocional e mental, e pode inclusive ser um indicador de longevidade no casamento.

Rir faz bem à saúde e melhora relacionamentos, a ciência explica

Pensa-se que o riso evoluiu como uma forma de vínculo social nos animais e como uma maneira de expressar uma intenção lúdica, conforme explica um artigo publicado pela CNN. Sendo que muitos mamíferos riem ao sentirem cócegas ou quando participam em jogos. Todavia, os seres humanos não necessitam de um gatilho físico para rir, apesar de muitos não conseguirem deixar de rir quando sentem cócegas.

De acordo com Janet Gibson, professora emérita de psicologia cognitiva no Grinnell College em Iowa, nos Estados Unidos, o riso evoluiu nos humanos como um sinal de comunicação.

Há centenas de anos: "o riso era a cola que mantinha o grupo unido", contou o correspondente médico da CNN, Sanjay Gupta, no seu podcast Chasing Life.

"O riso era um sinal externo que dizia ao grupo que estava tudo bem, que podiam relaxar. Não há necessidade de sentir-se ansioso ou ameaçado pelo que está a acontecer ao nosso redor. Portanto, esta era uma ótima ferramenta de sobrevivência para os seres humanos", referiu. 

Leia Também: O que os cajus podem fazer pelo seu bem-estar

"E a crença é que, ao longo dos séculos, o cérebro manteve essas conexões de modo que agora rimos quando ouvimos coisas engraçadas, surpreendentes, divertidas", acrescentou Gupta.

Embora, os antropólogos creiam que o riso é universal, tal não significa que todas as culturas considerem as mesmas coisas engraçadas.

De onde vem o riso?

O riso é um processo extremamente complexo, explica a CNN, e que envolve múltiplas zonas do cérebro e do corpo como um todo.

Os especialistas acreditam que lobo frontal ajuda a interpretar as informações recebidas, sons e imagens, e a 'decidir' se são ou não engraçados. O que por sua vez provoca uma resposta emocional no sistema límbico, que controla sentimentos como prazer e medo, consequentemente estimulando o córtex motor. Todo este processo controla a resposta física, que se manifesta através de risos, gargalhadas e roncos.

"Quando começa a rir, há uma contração bastante grande na caixa torácica, muito grande e muito rápida. Essas contrações empurram o ar… 'ha ha ha'. É uma forma muito primitiva de fazer barulho. No nível do cérebro, está associado a uma mudança nas endorfinas circulantes", disse Sophie Scott, professora de neurociência cognitiva da University College London.

Tal pode causar uma sensação de alívio da dor. O ato de rir diminui os níveis de adrenalina e os índices de cortisol, a hormona do stress. Como tal, o riso pode melhorar o humor e tornar a resposta física e emocional ao stress mais suave.

"Sente-se mais relaxado, menos stressado e é acometido por uma agradável sensação de bem-estar", comentou Scott. 

Casais que riem juntos ficam juntos

Uma pesquisa realizada por investigadores da Universidade da Califórnia, em Berkeley, nos Estados Unidos, com mais de 150 casais, que teve início em 1989, sugere que o riso é a 'cola' que mantém as pessoas juntas.

Segundo o estudo, casais satisfeitos riem comparativamente a casais infelizes.

Durante o estudo, os casais foram convidados a discutir um problema ou um conflito na sua relação amorosa, e um polígrafo mediu sinais fisiológicos e emocionais distintos.

O riso durante uma conversa considerada stressante foi associado a emoções mais positivas.

"Vemos que as pessoas começam a ficar stressadas, e o que descobrimos é que os casais que se deparam com uma sensação de maior stress, aqueles que reagem com risos, não só se sentem menos estressados de imediato, como são casais que tendem a ser mais felizes nos seus relacionamentos e tendem a ficar juntos por mais tempo", disse Scott, que não participou no estudo.

"Não que o riso seja pó mágico. O riso é um sinal pelo qual as pessoas que têm uma relação podem usá-lo para negociar um caminho melhor juntos ", acrescentou.

Ao aliviar situações de stress, a professora afirmou que o riso pode agilizar a comunicação entre os casais e manter os vínculos da relação, elementos que são pilares fundamentais para a satisfação no relacionamento amoroso.

Leia Também: Profissionais em teletrabalho acusam maior stress, revela estudo

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório