Meteorologia

  • 14 NOVEMBRO 2018
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 18º

Edição

Dores nos músculos das pernas: Primeiro, identifique o problema

‘Se dói é porque estou a trabalhar os músculos’ e ‘é inevitável com a minha idade’ não são as únicas respostas para tal problema.

Dores nos músculos das pernas: Primeiro, identifique o problema
Notícias ao Minuto

10:30 - 12/09/18 por Mariana Botelho 

Lifestyle Dores musculares

Se depois de um bom tempo parado regressa ao ginásio para um treino de pernas, é esperado que os músculos lhe doam no dia seguinte (ou por vezes dois dias seguintes). Mas a dor não tem de ser constante nem resultado de qualquer pequeno esforço praticado.

Em cada caso, vale a pena ouvir o corpo, nomeadamente acerca das dores musculares que sente nas pernas e que podem ser evitadas. Como exemplo, o Consumer Reports aponta o caso de quem sofre com colesterol baixo e toma estatinas para o contrariar. Tal medicação pode causar dores nas pernas, sendo necessário baixar a dose.

Mas há mais casos: a doença na artéria periférica afeta um em cada vinte homens com mais de 50 anos de idade cujas artérias externas ao coração são obstruídas por gordura ou e colesterol. Tal acontece comummente nas artérias das pernas e resulta, como primeiro sintoma, em dor simplesmente ao andar ou subir escadas e pode evoluir para uma quebra na circulação de sangue para a perna que por vezes resulta em amputação.

Outro caso, é o da síndrome das pernas inquietas, cujo primeiro sintoma é a vontade inquietante de mexer as pernas sempre que se encontra quieto, nomeadamente durante a noite. Neste caso, hábitos de vida mais saudáveis poderão ser suficientes para combater a síndrome, caso os sintomas resultem apenas em dores nas pernas, contudo, a privação de sono é comum e por isso o seu tratamento é essencial.

Ainda durante a noite, a origem das dores musculares pode ser as constantes cãibras noturnas. Desidratação, problemas nervosos, doenças cardiovasculares ou carência de cálcio, magnésio e potássio podem ser o motivo, por isso não deixe de reportar o caso ao seu médico.

Por fim, o Consumer Reports aponta mais um possível caso, que é o mais grave dos referidos – trombose venosa profunda. Esta é uma potencial emergência que advêm de um coágulo de sangue que, ao quebrar, podem ser fatais. No caso de coágulos de sangue frequentes, a pele apresenta várias úlceras na pele mas, se sentir dores, não deixe o caso chegar a tal extremo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório